er

er

quinta-feira, 30 de junho de 2011

UM CONTO DA CAROCHINHA - No popular, usa-se para dizer que uma coisa é mentira.

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) instaurou procedimento preparatório, por intermédio da Procuradoria-Geral de Justiça, no dia 20 de junho para apurar as informações após o acidente aéreo em Porto Seguro, na Bahia, que deixou sete mortos. Em nota, o MP-RJ afirmou que "a partir de análise da relevância jurídica do conteúdo das reportagens, que passaram a instruir o procedimento, foi feito na última segunda-feira pedido formal de informações ao governador Sérgio Cabral, por meio de ofício, em que o MPRJ solicita esclarecimento dos fatos noticiados pela mídia".

CABRAL O CONTADOR DE HISTÓRIAS


EM BREVE NO MINISTÉRIO PÚBLICO!

quarta-feira, 29 de junho de 2011

CABRAL É UM GOVERNADOR SEM MORAL E ETICA!

video

Qual o escritório de advocacia que trabalha para a Cedae/Hidrômetros/Cavendish???

Extraído de: Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro - 01 de Julho de 2010

Presidente do TJRJ assina contrato para a construção da Lâmina Central

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio, desembargador Luiz Zveiter, assinou nesta quinta-feira, dia 1º, o contrato com a empresa Delta Construção para a realização das obras da Lâmina Central do TJRJ. O edifício, que será erguido em cima de onde funcionava a Escola da Administração Judiciária (Esaj), no 5º andar do Fórum, irá integrar o Complexo Judiciário. Ele atingirá a altura de 13 pavimentos, ficando no mesmo nível dos prédios vizinhos e do heliponto do Tribunal.

No 5º e no 6º andares ficarão os pavimentos técnicos, onde serão colocados os equipamentos que modernizarão o sistema de refrigeração. O 7º, com 2.500 metros quadrados, abrigará as serventias que hoje funcionam fora do Palácio da Justiça. O 8º e o 9º andares receberão os quatro tribunais do júri da capital com seus respectivos cartórios. Já o 10º, 11º e 12º serão destinados ao Plenário do Tribunal Pleno e mais duas galerias com capacidade para 780 pessoas. Na altura do 13º andar, ficará a cúpula do prédio.

Participaram da reunião o juiz auxiliar da Presidência, Murilo Kieling; o diretor-geral de Engenharia do TJRJ, Paulo Targa; e o presidente da Delta Construção, Fernando Antônio Cavendish Soares, além dos engenheiros do TJRJ.

FONTE: AQUI


Blogueiro RICARDO GAMA tem medo de sair de casa

Três meses após sofrer um atentado em Copacabana, zona sul do Rio, o blogueiro Ricardo Gama, de 40 anos, ainda tem medo de sair de casa. Dono de uma página na internet que ataca constantemente os governos municipal e estadual, ele levou seis tiros, sendo três na cabeça, um no peito e dois de raspão. Por isso, foi submetido a quatro cirurgias.

- Sinto dor de cabeça o dia inteiro.

Apesar do receio de ir à rua, Ricardo tentou tomar conhecimento sobre o processo em relação ao atentado na Delegacia de Copacabana (12ª DP).

Contudo, os policiais responderam que o inquérito é sigiloso e, por isso, não poderia ser divulgado. A notícia intrigou o blogueiro.

- Qual o motivo. Por quê o meu inquérito está bob sigilo? É o único que está assim.

A única informação que recebeu, era de que um miliciano da zona oeste estaria sido procurado como suspeito de participação no crime. Contudo, Ricardo disse que este homem nunca foi citado em seu blog e não teria qualquer motivo para atacá-lo.

- Estão tentando achar um bode expiatório.


Assista ao vídeo:



REPORTAGEM - FONTE

DEPUTADO DIZ QUE CABRAL " ENCAGAÇOU"




"O governo finalmente viu a burrada que cometeu e voltou atrás. Literalmente, o governo fez uma grande lambança e tenta, agora, consertar um pouco o grande estrago que cometeu".

Sou um dos 439, boa noite amados companheiros!!!

Acabei de chegar da ALERJ, onde foi APROVADO A ANISTIA ADMINISTRATIVA, na Câmara dos Deputados Estudual à todos os militares que estão envolvidos no episódio do quartel Central.Sendo que na hora da ASSINATURA DOS DEPUTADOS...O Governo só permitiu que assinassem os DEPUTADOS DA BASE DO GOVERNO!!!PROIBINDO os 12 deputados que nos APOIAM DE ASSINAR(entre eles:Flávio Bolsonaro,Marcelo Freixo,Paulo Ramos,Janira Rocha,Clarissa Garotinho...)!!!Esses mesmo 12 em TODAS as VOTAÇÕES VOTARAM A FAVOR DAS NOSSAS REEVINDICAÇÕES e os que outros votaram CONTRA a TUDO que nos BENEFICIAVA.Só fizeram questão de assinar a ANISTIA para ENGANAR o POVO fingindo que nos APOIAVA.Esses deputados que ASSINARAM O PAPEL DA ANISTIA ,são os mesmos que votaram CONTRA o nosso aumento salarial digno e são A FAVOR da GRATIFICAÇÃO!!!Sendo que desde o início do MOVIMENTO nossas reivindicações são:TÉRMINO DE GRATIFICAÇÃO, PISO SALARIAL DE 2.000,00 LÍQUIDO ,MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO E VALE TRANSPORTE!!!Só foi APROVADO além da ANISTIA ADMINISTRATIVA, a MERRECA dos 5% .O governador Sérgio Cabral só nos concedeu a ANISTIA porque a população nos apoiou e pela nossa LUTA!!!E o seu governo está atolado em falcatruas, com essas empreiteiras e suas viagens em jatinhos particulares.Dia 02/07/2011, estaremos MAIS FORTES DO QUE NUNCA!!!Em frente do COPACABANA PÁLACE, às 09:00hs.DEUS só começou a TRABALHAR;pois a VITÓRIA É CERTA EM NOME DE JESUS!!!"NENHUM PASSO DAREMOS ATRÁS"!!! JUNTOS SOMOS FORTES!!!Que DEUS abençoe a todos!!!

COMENTÁRIO DE UM BOMBEIRO

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Deputados da oposição se reúnem para definir uma ação conjunta visando ao impeachment de Sergio Cabral.

A licença do governador terminou hoje, o Palácio Guanabara está cheio de jornalistas, repórteres e cinegrafistas, que esperam uma declaração de Sergio Cabral sobre os escândalos em que se vê mergulhado. Mas ninguém sabe se ele dará entrevista ou não.

Ao mesmo tempo, já estão chegando a seus gabinetes os deputados estaduais de oposição que se reunirão para decidir se pedem uma Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar o enriquecimento ilícito do governador. A Assembléia Legislativa não terá sessão hoje, mas a oposição quer apressar o cerco a Cabral.

“O governador não tem como explicar as amizades que mantém com empresários que estão sendo beneficiados pelo governo. Deveria se dar ao respeito e não aceitar “caronas” em aviões particulares. São essas relações promíscuas que fazem com que obras como as do Maracanã tenham seus orçamentos aumentados absurdamente”, denuncia Paulo Ramos, do PDT.

Também participam da ofensiva contra o governador outros importantes deputados, como Luiz Paulo Correa, do PSDB, Marcelo Freixo (PSOL) e Cidinha Campos, do PDT.

Já está decidido que eles irão protocolar um requerimento de informações ao Executivo, solicitando detalhes das relações entre a empresa Delta Construções e o governo do estado. Uma vez protocolado na Mesa Diretora da Assembleia, o pedido é publicado em Diário Oficial e enviado ao Executivo. O governador terá então 30 dias para responder à requisição.

Amanhã tem sessão no plenário e os deputados da oposição vão se revezar no plenário em discursos para pedir o impeachment do governador Sergio Cabral.

Carlos Newton


Leia : As entranhas do governo Cabral: o mais corrupto da história do Rio de Janeiro


sábado, 25 de junho de 2011

MANIFESTAÇÃO DOS BOMBEIROS NO ATERRO DO FLAMENGO


Castelinho da Praia do Flamengo, na altura da rua Payssandu. Quem for de metrô pode saltar nas estações Flamengo ou Largo do Machado e andar uma quadra até a praia.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Deputados querem fazer devassa em contratos de Cabral

Nesta quarta-feira (22), sete deputados estaduais assinaram um requerimento pedindo explicações sobre os contratos da Delta e da EBX com o governo do Estado. O documento foi assinado por Clarissa Garotinho (PR), Marcelo Freixo e Janira Rocha (PSOL), Flávio Bolsonaro (PP), Luiz Paulo Correa (PSDB), Paulo Ramos e Wagner Montes (PDT) e deverá ser protocolado na presidência da Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) na segunda-feira (27).

Deputados estaduais do Rio pretendem fazer uma devassa nos contratos do governo com a empreiteira Delta Construções S.A., do empresário Fernando Cavendish, e nas medidas administrativas que beneficiaram o grupo EBX, de Eike Batista. Os parlamentares de oposição querem saber se as relações de amizade entre o governador Sérgio Cabral Filho (PMDB) e os empresários influenciaram iniciativas da administração estadual.

A proximidade entre Cabral e Cavendish ficou exposta após o acidente de helicóptero que matou sete pessoas, na sexta-feira, entre elas Jordana Cavendish, mulher do empresário, o filho dela, Luca, e Mariana Noleto, namorada de Marco Antonio Cabral - filho do governador. Cabral e seus parentes viajaram para a Bahia em jato cedido por Eike, para participar dos festejos de aniversário de Cavendish.

A Delta acumulou R$ 992,4 milhões em contratos durante o primeiro mandato de Cabral. Este ano, dos R$ 241,8 milhões em empenhos para a empresa, R$ 58,7 milhões são fruto de obras realizadas com dispensa de licitação. Os deputados estaduais solicitaram cópias de editais, contratos, aditivos, resultados de licitação e valores empenhados, faturados e liquidados até 30 de maio de 2011.

Em relação às ligações do governador com Eike Batista, os parlamentares solicitaram informações sobre benefícios fiscais concedidos ao grupo EBX, dados de licenciamento ambiental que beneficiaram as empresas do conglomerado e atos do Poder Executivo relativos a desapropriações para viabilizar o empreendimento de Porto do Açu - na região norte do Rio.

A assessoria de imprensa do Palácio Guanabara confirmou que houve crescimento no volume de contratos do Estado com a Delta, mas atribuiu isso ao aumento de investimentos do governo estadual nos últimos anos, "fruto do forte ajuste fiscal feito pelo Estado e da obtenção da sua maior capacidade de endividamento para a realização de obras". A Delta, por nota, alegou que o aumento de negócios com o governo do Rio é decorrência dos "jogos da Copa do Mundo e Olimpíada e do pré-sal".

Também por nota, Eike argumentou que não tem contratos com o Estado e teve a "satisfação" de emprestar seu jato particular ao governador do Rio. Em relação aos benefícios fiscais concedidos, o grupo EBX argumenta que eles são idênticos aos disponíveis para "qualquer outra empresa que se disponha a correr os riscos de empreender projetos de qualidade e magnitude semelhantes". E conclui: "Além disso, muitos desses regimes fiscais entraram em vigor antes do atual governo do Estado ou antes da criação das nossas companhias citadas."

FAB

O Ministério Público Federal da Bahia abriu procedimento administrativo para apurar por que avião da Força Aérea Brasileira (FAB) foi usado para fazer traslado do corpo da namorada do filho do governador Sérgio Cabral. O procurador André Batista ampliou a investigação para saber se os corpos dos outros passageiros mortos na tragédia também foram transportados pela FAB.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

A MÁFIA ESTÁ FORMADA. TERRÍVEL É O SECRETÁRIO DE SEGURANÇA , ABOLIR AS LICITAÇÕES !!!

O Governo do Estado anunciou, nesta terça-feira ( 20/08/2010), uma parceria com empresas privadas para investimentos em comunidades já pacificadas com as Unidades de Polícia Pacificadora (UPP). As empresas terão a missão de financiar a instalação de projetos sociais e o aparelhamento da polícia.
O convênio foi assinado em solenidade realizada no Palácio das Laranjeiras. A cerimônia contou com a presença de empresários do ramo, entre eles Eike Batista, responsável pela EBX, além do governador Sérgio Cabral, o secretário de Segurança José Mariano Beltrame e o comandante-geral da PM, coronel Mario Sérgio Duarte.

"Não podemos ficar restritos a determinados impedimentos da legislação, como a Lei de Licitação, por exemplo, quando programamos a implantação de novas Unidades de Polícia Pacificadora. Através desse fundo, vamos suprir esse problema", disse Beltrame, acrescentando que a parceria vai permitir que a Secretaria de Segurança tenha velocidade para atender os policiais que ainda não dispõem de condições ideais para prestar atendimento à população.

O projeto prevê parcerias com empresas como Coca-Cola (R$ 900 mil/ano), Souza Cruz (R$ 400 mil e o terreno em Manguinhos onde será construída a Cidade da Polícia), Bradesco Seguros (2 milhões/ano) e Confederação Brasileira de futebol (responsável pela construção do prédio da UPP da Cidade de Deus). Light e Metrô, que também integram o grupo, não anunciaram os valores.

"Como empresário, nunca imaginava que haveria uma solução para resolver os problemas de nossas favelas. O convênio assinado hoje é um compromisso sério e todos, governo e iniciativa privada, trabalhamos para que se perpetue e a única maneira para perpetuá-lo é entrar com um volume sério de recursos", disse Eike Batista, presidente do Grupo EBX, representando os demais empresários presentes na solenidade.

O gestor do convênio será o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, que decidirá onde o dinheiro será investido. As empresas empregarão recursos de forma direta e não terão a intervenção do Governo. O Grupo EBX se comprometeu a investir R$ 20 milhões por ano até 2014.

Beltrame afirmou que o dinheiro será investido para a realização de obras de infraestrutura nos prédios da UPP, além de dar maior agilidade e contribuir para o sucesso do programa de pacificação das comunidades. JORNAL O DIA 20/08/2010 - LEIA TUDO AQUI

O MP precisa pedir explicação a quem é representante da lei e a descumpre e estimula a ilegalidade.



MISTÉRIO: COMO CABRAL SAIU DO CEMITÉRIO?

Seguranças de Cabral trocam tiros com assaltantes no Rio. Sérgio Cabral, não estava em um dos carros de sua comitiva abordados por assaltantes na saída do cemitério do Caju. Cabral deixou o local de helicóptero?

Mas um mistério para ser desvendado!
Cabral, foi vítima de uma tentativa de assalto na manhã desta quarta-feira, na porta do Cemitério do Caju. Cabral e sua comitiva saíam da cerimônia de cremação da empresária Jordana Kfouri Cavendish quando foram abordados por um grupo de criminosos armados.
O bando atacou o carro onde estavam os seguranças do governador, e houve troca de tiros. Diante da situação, o automóvel com Cabral saiu em disparada, enquanto o veículo que o acompanhava perseguiu os suspeitos. Cabral nada sofreu. Na fuga, o grupo de criminosos seguiu para a Favela Parque União, no Complexo da Maré.”
Será mais uma aloprada armação?

DEPUTADO PAULO RAMOS DETONA EIKE BATISTA NO PLENÁRIO

terça-feira, 21 de junho de 2011

Cadê Adriana Ancelmo neste momento delicado?

Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo: primeira-dama não tem sido vista ao lado do marido

Cariocas mais observadores têm notado a falta de Adriana Ancelmo ao lado do marido, Sérgio Cabral. O governador estava sozinho, em Porto Seguro, no último fim de semana, que acabou em tragédia, com a queda do helicóptero. No enterro de Mariana Noleto (uma das vítimas do acidente), namorada de Marco Antônio, filho de Sérgio Cabral e enteado de Adriana, nessa segunda-feira (20/06), no cemitério São João Batista, o governador, de novo, estava sozinho. Os rumores dão conta de que o casal estaria separado. Uma coisa é fato: Adriana é muito solidária e está sempre ao lado do marido, de onde se conclui que existe algo de estranho. Nesses dias de luto, nem os melhores amigos do casal perguntam nada do assunto – no que fazem muito bem: o momento de tanta tristeza não poderia ser mais inadequado.

FONTE http://lulacerda.ig.com.br/cade-adriana-ancelmo-neste-momento-delicado/

Abaixo-assinado PELO IMPEACHMENT DO SÉRGIO CABRAL FILHO


Acidente de helicóptero na Bahia revela as relações entre o governador Sergio Cabral e o empreiteiro Fernando Cavendish, que reforma o Maracanã.


Foi preciso cair um helicóptero na Bahia, num terrível acidente em que sete pessoas morreram, para que viessem a público as estreitas ligações do governador Sergio Cabral com o empresário Fernando Cavendish, dono da construtora Delta, empreiteira responsável pela reforma do Maracanã (em associação com a Odebrecht e a Andrade Gutierrez).

Coincidentemente, a Delta é também a empreiteira que mais recebeu recursos do Programa da Aceleração do Crescimento (PAC). Segundo o portal Transparência, da Controladoria-Geral da União, do total de R$ 11,8 bilhões já despendidos pelo governo federal este ano, a Delta Construções foi a que recebeu a maior fatia: R$ 254,6 milhões.

O pior é a mentira. Podia-se argumentar que o governador e o empresário são amigos há muitos anos. O relacionamento dos dois poderia até ser uma coisa normal, digamos assim. Mas logo surge a assessoria do governador para esclarecer que Sergio Cabral só chegara a Porto Seguro depois do acidente, em solidariedade à morte da namorada de um de seus filhos. Ao dar essa informação, qual o objetivo da assessoria? Lógico, o interesse era estabelecer que não havia qualquer ligação entre o governador e o empreiteiro.

Mas acontece que o prefeito de Porto Seguro, Gilberto Pereira Abade, deu declarações ao importante jornal “A Tarde”, de Salvador, relatando que na manhã de sexta-feira encontrou-se com Cabral em Porto Seguro, que estava a passeio na cidade. Pior, as informações são de que, antes do acidente, o governador almoçou com o empresário, a família dele e os convidados no Villa Vignoble Terravista Resort, em Trancoso. De lá, o grupo começou a ser levado de helicóptero para o Jacumã Ocean Resort, a 15 km. Como eram muitas pessoas, foi preciso fazer mais de uma viagem. E Cabral seguiu no primeiro grupo. O acidente aconteceu com o segundo grupo, quando chovia e havia forte neblina.

Repetindo: para que a mentira de dizer que Sergio Cabral só chegara a Porto Seguro depois do acidente? Para que descaracterizar sua amizade e intimidade com o empresário Fernando Cavendish, dono da Delta Construções? Ainda mais quando se sabe não havia qualquer necessidade de dois gigantes da construção civil (Odebrecht e Andrade Gutierrez) se associarem à Delta para reformar o Maracanã. E recorde-se que o consórcio formado por Odebrecht, Andrade Gutierrez e Delta apresentou a menor proposta para reformar o Maracanã: são 705 milhões de reais contra 712 milhões de reais da concorrente OAS, uma diferença de apenas 1%. E a concorrência era de menor preço.

Carlos Newton

segunda-feira, 20 de junho de 2011

COMENTÁRIO DE UM LEITOR DA REVISTA CARTA CAPITAL

Sobre a democracia e o revanchismo ( revista Carta Capital )

Leia a reportagem AQUI

O problema específico dos bombeiros do Rio de Janeiro, não é assim tão específico.
Esclareço.
O governo de Sérgio Cabral, do PMDB, tem sido um completo desastre no que se refere ao relacionamento com o funcionarismo público do estado do Rio.
O governador e seus parceiros (secretários e o vice Pezão) são mestres em desconsiderar os direitos dos trabalhadores, a quem consideram como sendo vândalos.
Vou dar o exemplo que vivencio.
Sou professor da UENF – Universidade Estadual do Norte Fluminense (universidade pública do estado do Rio de Janeiro, criada por Darcy Ribeiro e Leonel Brizola);
Cabral – o candidato, a 5 anos atrás prometeu expandir a universidade.
Pois bem, passados 5 anos tivemos redução do quadro de funcionários de cerca de 20-30%; vários professores foram embora – foram trabalhar nas universidades federais ou foram para a iniciativa privada.
Temos cerca de 70 vagas de técnicos abertas, mas as mesmas simplesmente não são liberadas pelo governador.
Nos últimos 10 anos, repito, 10 anos! não houve sequer reposição de funcionários, muito menos a criação de novas vagas. Um vergonha nacional, cujos únicos responsáveis se chamam Sérgio Cabral e Pezão do PMDB.
Cabral sempre tem uma desculpa e sempre arranja um motivo para não receber e negociar com os funcionários públicos (agenda reuniões entre os grevistas e o assessor do assessor, mas, mesmo assim não tem a reunião!). Alguns exemplos de desculpas: a crise internacional, a lei do pré-sal, os deslizamentos,…., a crise com os bombeiros, etc, etc.
Nesta semana, a desculpa deve ser a queda de um helicóptero (de ricos passeando em direção a vida boa; para estes – os ricos e abonados – Cabral tem tempo de sobra).
E na semana que vem?
Não se preocupem, Cabral vai arranjar uma desculpa para não governar, para não tomar decisões, e para deixar o estado numa situação ainda mais calamitosa.
Espero que os brasileiros percebam a situação de caos do estado do rio de janeiro, e jamais votem em Sérgio Cabral do PMDB, um político muito diferente da imagem propagandeada pelo PIG.
.
Para finalizar, é claro que os bombeiros e policiais devem ter direito a greve, e, no caso específico devem ser anistiados. Quem deve ser punido é o PMDB, é o Sérgio Cabral, é o Pezão, e isto, faremos nas urnas!
COMENTÁRIO DE ANDRÉ

sábado, 18 de junho de 2011

O governador com a sua parceira ORGANIZAÇÕES GLOBO começou a atacar os bombeiros

1- Um terço dos bombeiros do estado tem armas

2- Especialistas defendem desmilitarização dos bombeiros


e ainda faz uma enquete


INVASÃO NA SURDINA

Tivemos informação por intermédio de servidores, que houve uma invasão hoje, Instituto Estadual de Cardiologia Aloysio de Castro (Iecac), na Rua David Campista 326 - Humaitá em Botafogo, por um grupo ligado ao GOVERNO DO ESTADO, com três fundações.
O poderoso chefão Sérgio Cortes, irá segunda feira fazer a inauguração.As fundações estão embargadas pela justiça federal, e as OS (organizações sociais) estão aguardando uma votação da ADIn 1.923/98. Outra fundação foi retirada desse mesmo hospital, e denunciada ao MP, por fraude.
O que está acontecendo neste país? Quem está acobertando tanta ilegalidade? Onde está o Ministério Público?

Conheça aqui o posicionamento da Frente Nacional sobre a ADIn 1923/98

quarta-feira, 15 de junho de 2011

COI pode cancelar Jogos e mesmo assim pedir indenização, diz contrato

Eduardo Paes, prefeito do Rio, não comentou o assunto

Os superpoderes garantidos pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) para si mesmo no contrato para realização dos Jogos de 2016 no Rio incluem cancelar unilateralmente a Olimpíada, não ser processado por esse cancelamento e até acionar na Justiça a prefeitura carioca e o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) por isso. Segundo tradução do texto integral do inglês, obtida com exclusividade pelo Estado, o COI "deve ter o direito de extinguir" o documento e de "remover os direitos de realização dos Jogos" na cidade, mas poderá reivindicar ressarcimento por eventuais prejuízos pela não-realização do evento.
Além disso, o município do Rio de Janeiro, o COB e o Comitê Organizador dos Jogos (COJ) - batizado depois Rio 2016 - se comprometem a não pedir ao COI indenização pela suspensão, a indenizá-lo e a não processa-lo.

O instrumento legal, em sua cláusula 65, prevê quatro possibilidades de cancelamento da Olimpíada. Uma é que o Brasil, antes da cerimônia de abertura ou durante os Jogos, esteja em guerra, desordem civil, sob boicote, sob embargo da comunidade internacional, em situação oficialmente reconhecida como estado de beligerância ou "se o COI tiver razões plausíveis para a acreditar que a segurança dos participantes (...) fosse ameaçada seriamente ou colocada em risco".

Outra é que o acordo explicitado na Seção (cláusula) 5 - o compromisso de todas as instâncias estatais brasileiras com os Jogos - não seja respeitado. Uma terceira é que a Olimpíada não se realize. A última é a mais ampla: se "houver qualquer violação" pelo Rio, pelo COB ou pelo COJ de "qualquer obrigação material" do contrato, da Carta Olímpica ou da lei.
Em todas as hipóteses, a iniciativa de extinção do contrato é do COI. O texto foi assinado em 2 de outubro de 2009 por seus dirigentes, Jacques Rogge e Richard Carrión, pelo presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, e pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB). Nesta quinta, pelo terceiro dia, o Estado tentou entrevistar o prefeito sobre o texto que firmou, mas sua assessoria informou que ele não poderia falar. Depois de, no primeiro dia, alegar que estava em reunião e, na quarta, não dar resposta, Paes, geralmente acessível à imprensa, mandou assessores dizerem que precisava viajar para Lausanne, na Suíça, para participar de um seminário, e não teria tempo de falar com o repórter.

Rito. O contrato fixa um ritual para seu eventual cancelamento. O texto diz que, se ocorrer alguma das contingências previstas na "Seção" (cláusula) 65, o COI "terá o direito" de notificar, por carta, telefax ou entrega especial com confirmação de recebimento, o Rio, o COB e o COJ, em conjunto ou individualmente. Ele deverá convocar "qualquer ou todas as partes para remediar ou providenciar a correção" das contingências especificadas pelo COI em 60 dias a contar da data de apresentação do comunicado, mas se a data do envio for 120 ou menos dias antes da cerimônia de abertura, o período cairá à metade do número de dias da data de envio até a abertura.

Ainda na cláusula 65, parágrafo (b) (II), é avisado que, se depois do aviso os problemas apontados pelo COI não tiverem sido remediados "de forma satisfatória de acordo com o COI", dentro do prazo estipulado, "o COI poderá, sem qualquer aviso, cancelar imediatamente a organização dos Jogos pela Cidade, o CON (COB) e o COJ e extinguir esse Contrato imediatamente, sem que incorram prejuízos ao direito do COI de reivindicar quaisquer danos".

O mesmo parágrafo estabelece as imunidades legais do COI. Diz o dispositivo: "Em caso de cancelamento dos Jogos pelo COI ou a extinção deste Contrato pelo COI, por qualquer razão, a Cidade, o CON e o COJ devem abdicar de quaisquer reivindicações e direitos de qualquer natureza relativos a indenizações, danos ou quaisquer compensações e concordar em indenizar e isentar o COI, seus oficiais, membros, diretores, funcionários, consultores, agentes e outros representantes, de quaisquer reivindicações de terceiros ou julgamentos relativos ao cancelamento ou extinção do Contrato. É responsabilidade do COJ a notificação de todas as partes com as quais foram feitos contratos relativos ao conteúdo desta Seção" (cláusula).


ESTADÃO - http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,coi-pode-cancelar-jogos-e-mesmo-assim-pedir-indenizacao--diz-contrato,718503,0.htm

terça-feira, 14 de junho de 2011

COVARDIA!



A denúncia do Ministério Público estadual contra os bombeiros militares presos no último dia 4, após a invasão do Quartel-Central da corporação, já está nas mãos da Justiça Militar.

E QUEM VAI DENUNCIAR A COVARDIA?

domingo, 12 de junho de 2011

Grupo ligado à favela da Rocinha invade redutos inimigos para que criminosos expulsos de áreas pacificadas possam se abrigar

A pacificação levou os bandidos a migrarem para outras favelas do mesmo grupo. Os principais destinos foram os morros da Pedreira e do Dezoito, na zona norte, e a Vila Vintém, em Padre Miguel, na zona oeste, além da própria Rocinha.

"Os bandidos que eram de favelas da UPPs vieram todos para cá. A favela da Quitanda, que era fraca, hoje deve ter uns 80 fuzis. Na Pedreira, devem ter uns 150 fuzis", disse o delegado Aldari Vianna, da 39ª Delegacia de Polícia, responsável pelas investigações sobre o crime no Complexo da Pedreira.

CONTINUE LENDO NO ULTIMOSEGUNDO

sexta-feira, 10 de junho de 2011

MÃE DO GOVERNADOR FALA SOBRE A REDEMOCRATIZAÇÃO DO PAÍS



Magaly Cabral diretora do Museu da República concede entrevista para o nosso projeto de História sobre o processo de redemocratização brasileira e a constituição de 1988.


www.redemocratizacaobrasileira.blogspot.com.br

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Carta aberta dos Bombeiros à população do Rio de Janeiro

Os Bombeiros do Rio de Janeiro, profissionais trabalhadores, ordeiros e competentes, em respeito à população que sempre defenderam, por vezes com o sacrifício da própria vida, vem a público esclarecer o que tem ocorrido na Corporação e no governo do Estado e o que levou companheiros e seus familiares a desafiarem os desmandos do comandante geral, cel. Pedro Marco, e do governador Sérgio Cabral.

Como sabemos, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro é uma corporação voltada para a preservação de vidas e proteção de bens da população do Estado do Rio de Janeiro.

Ao longo da sua existência, o CBMERJ sempre se pautou pela hierarquia e disciplina e também pela credibilidade de seus serviços, estando ao lado da população Fluminense em todas as suas aflições e enfrentando com bravura as calamidades naturais que atingem o Estado. São inúmeras as vidas salvas e os bens preservados pelos profissionais do Corpo de Bombeiros, que a população chama carinhosamente de Heróis. Ao nos formarmos, juramos defender a população com o sacrifício da nossa própria vida e assim temos feito ao longo desses 155 anos de existência.

A Corporação recolhe cadáveres, combate os mosquitos da dengue, atua nas UPAs, guarnece o sambódromo no carnaval e atua no Rock in Rio (sem remuneração extra, embora o evento seja cobrado ao público), além de exercer as suas funções de salvamentos e combate à incêndio, recebendo um dos PIORES SALÁRIOS pagos pela categoria no Brasil.

O reequipamento da Corporação não é mérito do Governador, mas sim da população do Estado do Rio de Janeiro que paga a taxa de incêndio e que, ainda assim, não sabe que os recursos não são totalmente destinados à Corporação.

A ira do sr. Sérgio Cabral com os Bombeiros vem de 2009, quando foi vaiado pela Corporação durante o lançamento da Campanha “Cultura Antidengue” no ginásio do Maracanãzinho, e desde então tem discriminado os Bombeiros militares, sejam nas gratificações (usando seu poder de discricionariedade) seja nas condições de trabalho (vocês viram alguma homenagem aos heróis que morreram na calamidade da Região Serrana?)

Agora, a população do Estado do Rio de Janeiro assiste a sua Corporação de heróis ser aviltada e achincalhada pelas atitudes ditatoriais do governador Sérgio Cabral, que culminou com os manifestantes adentrando o Quartel Central da Corporação, no ultimo dia 3, para serem ouvidos pelo seu Comandante Geral, que omisso, serviu de “pau mandado” do governador

Sérgio Cabral e ignorou os clamores de sua Tropa, nem comparecendo ao local. O governador, adotando os melhores recursos da DITADURA, mandou o BOPE invadir com tiros e bombas o Quartel Central do Corpo de Bombeiros, ferindo militares honestos, mulheres e crianças indefesas.

Atitude inadmissível em um Estado democrático de Direito! Por que o comandante geral do CBMERJ, cel, Pedro Marco, não tomou as medidas necessárias para a retirada de seus militares do pátio do Quartel Central? Estavam todos desarmados e com seus familiares. Não era necessário o uso da força e sim do diálogo. Os Bombeiros são pacíficos por natureza.

O governador nunca gostou da Corporação. Nomeou para Secretário o ex-médico do CBMERJ Sérgio Côrtes, um homem que deixou a Corporação por não concordar com os baixos salários e a carga de trabalho excessiva e agora nada faz para ajudar a Corporação, apenas integra os desmandos administrativos e superfaturados do governo do Estado na área da saúde.

Assistimos perplexos ao comandante geral da PMERJ usurpar o Comando do CBMERJ e se dirigir, dentro do quartel dos Bombeiros, à tropa de profissionais honestos como se bandidos fossem.

Nossos militares foram presos e conduzidos aos quartéis da PMERJ como criminosos apenas por reivindicar dignidade profissional!

Se nossos companheiros erraram ao ADENTRAR a SUA SEGUNDA MORADA, o governador foi CRIMINOSO e DITATORIAL ao ordenar a invasão do Quartel Central dos Bombeiros pelo BOPE com uso de FORÇA, TIROS E BOMBAS, como se ali fosse uma antro de criminosos e não de profissionais que arriscam a sua vida pela população, CAUSANDO FERIMENTOS EM MULHERES E CRIANÇAS e obrigando a nossos companheiros ao confronto.

Ajudem aqueles que sempre os socorreram! Nunca deixamos de atender e socorrer a população! Mostrem a sua indignação por esse ato violento e ditatorial do governador Sergio Cabral! Mostrem o seu apoio aos bombeiros! Enviem essa carta para todos os seus amigos. Acompanhem e apoiem o nosso movimento pelo site sosguardavidas.com

***
SALÁRIOS BRUTOS NO BRASIL

1º) Brasília – R$ 4.129; 2º) Sergipe – R$ 3.012; 3º) Goiás ? R$ 2.722; 4º) Mato Grosso do Sul – R$ 2.176; 5º) São Paulo – R$ 2.170; 6º) Paraná – R$ 2.128; 7º) – Amapá – R$ 2.070; 8º) Minas Gerais – R$ 2.041; 9º) – Maranhão – R$ 2.037;10º) Bahia – R$ 1.927; 11º) Alagoas – R$ 1.818; 12º) Rio Grande do Norte; R$ 1.815;13º) Espírito Santo – R$ 1.801;14º) Mato Grosso – R$ 1.779; 15º) Santa Catarina – R$ 1.600; 16º) Tocantins – R$ 1.572; 17º) Amazonas – R$ 1.546; 18º) Ceará – R$ 1.529;19º) Roraima – R$ 1.526; 20º) Piauí – R$ 1.372; 21º) Pernambuco – R$ 1.331; 22º) Acre – R$ 1.299; 23º) Paraíba – R$ 1.297; 24º) Rondônia – R$ 1.251; 25º) Pará – R$ 1.215; 26º) Rio Grande do Sul – R$ 1.172; 27º) Rio de Janeiro – R$ 1.031 (sem vale-transporte)

O Rio de Janeiro é o Estado que mais recebe investimentos no Brasil, é o segundo que mais arrecada impostos. Pretende sediar o Rock in Rio, as Olimpíadas Militares, a Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas em 2016. Há algo de errado e podre no Governo do exmo. sr. governador Sérgio Cabral Filho.

TRIBUNADAIMPRENSA

domingo, 5 de junho de 2011

Veja como Cabral elaborou a invasão do Quartel Central dos BOMBEIROS

QUEM É O BANDIDO?

Quero dizer que esse governador ditador, não respeita ninguém, que crime cometeram os bombeiros, reivindicam melhores condições de trabalho e salários dignos para salvarem as nossas vidas? Esse governo colocou militares na saúde pública para oprimir servidores civis e sindicatos, tirar os direitos constitucionais dos servidores, para benefício próprio, PCCS, lei 3948/02, em cumprimento ao art. 39 da CF, e da lei 8142/90, e criou inconstitucionalmente a (SESDEC), Secretaria de Estado Saúde e Defesa CIVIL, não pode querer usar IPM para punir os bombeiros.
Colocou um civil para comandar os bombeiros, (Sérgio Cortes), que inclusive está viajando a passeio, em um momento deste de crise. Nunca aparece para dar explicações,nem mesmo quando convocado pelo legislativo para explicar várias fraudes, mas aparece para inaugurar uma joalheria da sua mulher, na maior cara de pau, no espaço mais caro do Rio. São as jóias da saúde!

Esse governador é o dono do Rio? Ele tenta jogar a culpa da sua incompetência para a Dilma, bem feito! quem se mistura com porcos os farelos come.

E ninguém vai prender esse governador? onde está o guardião do povo e de nossa constituição o MP? Não podem ficar impassivo a tanta arrogância.

Esse governador, não tem respeito nem postura, chama bombeiros e trabalhadores que usam trens da sua super via, de vândalos, manda bater chicotear e até jogar bombas. Por falar nisso! Quem irá responder pelo aborto provocado por uma bala de borracha, que atingiu a mulher de um bombeiro? Mas o Cabral é a favor do aborto, e daí!
Também chamou as mães das favelas de fabricas de marginais, chama médicos de vagabundos, manda seus "militares",( bombeiros e policiais militares), irem a parada gay fardados e levarem suas viaturas, o que mais podemos esperar desta pessoa?

Desde abril, os bombeiros estão implorando ao governo que os receba, estão fazendo um movimento muito pacífico, e estão sendo apoiados pela população. Aliás estive lá, vi o clamor dos bombeiros por negociação ser ignorado pelo governo. Os políticos eram de diversos partidos, procuraram o governo junto com as lideranças e vários sindicatos, nem mesmo eles foram ouvidos, Para justificar sua incompetência escolheu os repórteres e as perguntas a serem feitas. Porque os repórteres não disseram que não eram 400 bombeiros na manifestação, e sim mais de 5 mil ou quase 10 mil? Quanto a explicação do comentarista da globo que comentou os fatos , não é só político que faz política com o direito dos outros, é a imprensa também, aliás Cabral deve pagar melhor que a Polícia Militar.

E ninguém prende esse governador que não cumpre leis? que diz que são atos políticos, esqueceu que também é um político e a sua incompetência e arrogância levou a isso, muitos bombeiros, servidores da saúde, educação, policiais, civis e militares votaram em você por suas mentiras. Aí, manda prender bombeiros que salvam vidas, e diz que sabe onde está o maior traficante do Rio, e não o prende, cadê o MP? E com a maior hipocrisia fala em Estado Democrático de Direito, devia lavar a boca!
Sabemos que mora em Paris, aqui só vem destruir o Rio, o povo francês saberá disso. Em 4 de junho de 2011 13:26, Maria Jose dos Santos Peixoto <mjpeixoto@superig.com.br> escreveu:
"A Sociedade deve estar em pleno APOIO as reivindicações dos BOMBEIROS do nosso estado. Pagamos uma TAXA ANUAL e não sabemos ( Não Temos) o controle para onde vai". Hoje, ouvi de vários bombeiros falando diretamente para os meios de comunicação, que lhe falta as condições de trabalho e equipamentos. FALTAM até PÉ de PATO para os BOMBEIROS usarem nas praias para salvar vidas !!!! tratando-se, desse DESGOVERNO que é o do Sergio Cabral, tudo pode acontecer.

NOSSA QUE BONITO fizeram os BOMBEIROS!!! eles estão fazendo escolas para as categorias medrosas de ir para as ruas lutar pelos os seus direitos. O Sergio Cortez não botou nem a cara nesse momento... cadê ele ? ele está pensando que lhe dar com BOMBEIRO é a mesma coisa de lutar com os "medrosos" profissionais de Saúde?

Estou adorando e apoiando as reivindicações dos companheiros bombeiros.



quinta-feira, 2 de junho de 2011

Uma nova explosão de um bueiro da Light

Bombeiros jogaram terra para conseguir apagar o fogo

Bombeiros jogaram terra para conseguir apagar o fogo

Uma nova explosão de um bueiro da Light levou pânico ao Centro ontem. O incidente aconteceu por volta das 16h na esquina das ruas da Constituição e Gomes Freire. As labaredas chegaram a seis metros de altura. Houve muita correria, mas ninguém se feriu.


OAB/RJ cobra explicações sobre explosões em bueiros

Rio - Um dia após a explosão de mais um bueiro no Centro do Rio, desta vez na rua da Constituição, onde as labaredas chegaram a seis metros de altura, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RJ), Wadih Damous, cobrou, através de nota, uma solução por parte da Ligh e dos governos municipal e estadual.

Na nota, Damous afirma que "por uma feliz coincidência, nas imediações só havia prédios desocupados. Não fosse assim teria havido vítimas" e que, em ocasiões anteriores, já houve "casos de ferimentos gravíssimos em transeuntes e de veículos danificados, devido a explosões de bueiros em bairros densamente povoados".

"A situação chegou a um ponto intolerável. O que mais espera a Light? O que mais esperam a agência reguladora, o governador e o prefeito? Não aceitamos que o Rio de Janeiro se transforme numa cidade minada. A OAB/RJ exige providências das autoridades", afirmou o presidente da OAB/RJ.


JORNAL O DIA