er

er

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Médica denuncia ação do tráfico em UPA

video

Se o Secretário de Segurança quer investigar enriquecimento ilícito no Rio, deveria começar por Cabral.

De repente, o óbvio. Diante da crise da Polícia no Rio de Janeiro, o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, anuncia pretender investir pesado na investigação dos sinais aparentes de riqueza de policiais da banda podre das duas corporações, Civil e Militar. Para tanto, disse que já existe uma resolução sendo analisada pela Procuradoria Geral do Estado.

Será mesmo que isso vai acontecer? Será tão difícil identificar sinas de riqueza em policiais? Ora, secretário, basta comparecer a qualquer Batalhão da PM e olhar para os carros estacionados. E nos responda: Como é que um soldado da PM tem condições financeiras para comprar um Honda Civic? Como é que um tenente da PM pode comprar uma camionete Tucson? Recorde-se que recentemente um tenente foi morto a tiros dentro de sua Tucson, e o secretário não comentou nada…

Segundo a assessoria da Secretaria de Segurança, foi feita uma consulta para saber que meios legais podem ser usados para investigar sinais externos de riqueza dos policiais. O secretário quer o amparo da procuradoria para saber se é preciso apresentar um projeto de lei na Alerj, se basta um decreto do governador Sérgio Cabral ou se assunto pode ser regulamentado por ato administrativo do próprio Beltrame.

Decreto de Cabral contra enriquecimento ilícito? Isso jamais vai acontecer. Se ele assinar o decreto, tornar-se-á o primeiro a ser enquadrado, junto com o secretário de Saúde, Sergio Côrtes, seu amigo, vizinho e também enriquecido ilicitamente.

Pelas regras atuais, apenas governador, vice-governador, secretários, membros da magistratura e do Ministério Público, além de prefeitos e ocupantes de cargos eletivos ou de confiança, são submetidos a algum controle, mas que decididamente não funciona. Apenas exibem declarações de bens, com indicação das fontes de renda, no momento da posse, anualmente e ao deixar o cargo.

Mas ninguém controla se os bens estão subavaliados nem investiga como foram adquiridos. Cabral e Côrtes jamais conseguirão explicar como partiram do zero ao milhão (e bota milhão nisso), fazendo carreira na política e no serviço público, respectivamente.

Como Cabral comprou o apartamento luxuoso no Leblon e a mansão em Mangaratiba? Perguntem ao ex-governador e ex-amigo Marcello Alencar, que tinha um dossiê sobre o enriquecimento de Cabral. E o secretário Sergio Côrtes, como comprou o apartamento luxuoso na Lagoa e a mansão em Mangaratiba, que ele nem declarou e paga imposto como se fosse um simples lote, sem imóvel construído?

O exemplo deveria vir de cima, como se diz. Mas no caso do governo do Rio de Janeiro, o exemplo infelizmente tem que vir de baixo.

Liminar mantém Rosinha na prefeitura de Campos

A prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, continua no cargo. O desembargador Sérgio Schwaipver, do Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE), concedeu hoje à tarde liminar à prefeita. A moça, a partir de agora, aguardará o julgamento do recurso encaminhado ao tribunal no comando da prefeitura de Campos.

Berenice Seara

Grupo é assaltado na chegada à Cidade do Rock

Quatro homens em duas motos atacaram sete amigos que seguiam para a Cidade do Rock na noite desta quinta-feira (29), nas imediações da Avenida Abelardo Bueno, no Recreio dos Bandeirantes (Zona Oeste do Rio). Um dos homens, portando com uma arma de cano curto, levou sete ingressos do festival, além de dinheiro e carteira com documentos.

"Não tenho nem como voltar para casa. É uma sacanagem muito grande isso. O pior é que os policiais militares parecem não acreditar no que o público conta", reclamou o officie boy Hugo Martins, 22 anos. "Quando avistei um PM disse a ele o que havia acontecido e ele nem deu atenção à descrição dos bandidos. Pediu apenas que eu procurasse o posto da Polícia Civil para registrar um boletim de ocorrência".

Também vítima dos bandidos, o cabeleireiro Antônio Pedro, 23 anos, queixa-se do atendimento dado ao caso pela Polícia Civil.

"Os policiais ficam perguntando a mesma coisa 50 vezes e parecem não acreditar no que a gente conta. Estamos muito assustados com a violência, porque aconteceu ainda com o dia claro. Os bandidos já chegaram gritando para a gente entregar os ingressos. Eles devem revender tudo ainda hoje. A polícia devia atuar junto aos cambistas para poder chegar aos marginais que estão promovendo os assaltos", aconselhou.

Dentro da Cidade do Rock, o clima é de segurança. A empresa Prosegur, alvo de diversas críticas dos fãs na semana passada, aumentou a olhos vistos o efetivo dentro da Cidade do Rock. Agora, o problema parece ser apenas nas imediações.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Panisset é inocentada e mantida prefeita de São Gonçalo

O colegiado do Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) concluiu o julgamento, na sessão desta quinta-feira, do processo que pedia a cassação da prefeita de São Gonçalo, Aparecida Panisset, do seu irmão, o deputado estadual licenciado e secretário municipal de saúde, Márcio Panisset, e do secretário de governo e suplente de deputado federal, Adolpho Konder. Por unanimidade, a ação foi rejeitada.

A relatora do processo, juíza Ana Tereza Bazílio, entendeu não haver provas de conduta vedada a agente público, quando a irregularidade ocorre necessariamente nos três meses que antecedem a votação.

Julgamento de Brazão é adiado novamente

Na mesma sessão, mais um pedido de vista voltou a suspender o julgamento do processo contra o deputado estadual Domingos Inácio Brazão. A votação do processo de cassação de Brazão havia sido suspensa, no dia 15, por um pedido de vista do juiz Leonardo Antonelli. Na sessão desta quinta-feira, o juiz Antonelli abriu divergência para rejeitar a denúncia contra o deputado. O relator do processo, juiz Luiz Roberto Ayoub, havia votado pela cassação do deputado e a aplicação de multa, por entender que Brazão utilizou o Centro de Ação Social Gente Solidária para distribuir serviços e bens cuja contraprestação seriam os votos dos beneficiários do assistencialismo político.

O juiz Antonelli, no entanto, entende que a equipe de fiscalização do TRE-RJ havia realizado a apreensão de um único título de eleitor, como prova que poderia conduzir à conclusão da existência de um esquema de pedidos de votos. Quanto à conduta vedada a agente público, o juiz argumentou que se tratava de um centro social de natureza privada, não de um órgão da administração direta ou indireta federal, estadual ou municipal.

Christino Áureo e Dica

O colegiado do TRE-RJ também inocentou o deputado estadual Christino Áureo da acusação de uso da máquina pública na campanha eleitoral. No entanto, o TRE-RJ entendeu que o presidente e o supervisor da empresa pública Emater usaram indevidamente a estrutura da empresa para constranger os servidores a comparecer a uma mobilização em favor do deputado estadual, promovida em 20 de agosto de 2010. Eles foram condenados a pagar multa.

A condenação não atingiu Christino Áureo porque não ficou comprovado que teria ciência da irregularidade. Já o processo contra o deputado estadual Jorge Moreira Theodoro, o Dica, foi retirado de pauta.

Alessandro Calazans

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral contra o deputado Alessandro Calazans também foi julgada improcedente nesta quinta-feira. O julgamento havia sido suspenso por um pedido de vista da juíza Ana Tereza Basílio, após o desembargador federal Abel Gomes pedir a condenação do deputado por abuso de poder político e econômico, divergindo do relator do processo, juiz Antonio Augusto de Toledo Gaspar. A juíza Ana Tereza Basílio também rejeitou a denúncia de que Calazans teria feito uso eleitoreiro de um centro social e da Associação de Moradores do Parque Anchieta e Adjacências (AMPAA).

Cabral vai investigar enriquecimento ilícito de PMs e quem vai investigar o enriquecimento ilícito do governador ?

Secretário de Segurança pediu para ter acesso a declaração de bens de agentes

O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, afirmou que o órgão vai investigar se policiais estão enriquecendo ilicitamente dentro da Polícia Militar.
A Procuradoria Geral do Estado recebeu uma proposta de Beltrame em que pede permissão para requisitar dos policiais documentos que comprovem a renda, como declaração de bens, para evitar e coibir incompatibilidade de patrimônio dos agentes.
Contine lendo AQUI

Cabral evita comentar crise na PM e foge dos jornalistas

O governador Sérgio Cabral evitou falar sobre a crise na Polícia Militar nesta quinta-feira, durante o lançamento do Programa Renda Melhor Jovem. Cabral chegou ao Teatro Carlos Gomes, no Centro, por volta de 10h30m e entrou no prédio pela porta lateral, evitando encontrar os jornalistas que o aguardavam na porta principal. Na saída, por volta de meio-dia, o governador deixou novamente o teatro pela porta lateral e não atendeu aos pedidos dos jornalistas para conceder uma entrevista.

Morre jovem que peregrinou por seis hospitais para conseguir atendimento

O jovem Gabriel Paulino dos Santos Sales, de 21 anos, que peregrinou na semana passada por seis hospitais até conseguir atendimento - morreu, nesta quinta-feira, às 5h. O jovem caiu da laje de casa no último dia 19 quando tentava consertar a antena de internet em casa.

Depois de ser recusado no hospital estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, o jovem foi levado para outros cinco hospitais até ser internado no hospital municipal Salgado Filho, no Méier. Ele estava internado há nove dias e voltou para o CTI ontem.

O caso resultou na exoneração do diretor do hospital Estadual Getúlio Vargas Luiz Sérgio Verbecaro, e do chefe de equipe de plantão do hospital estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, o médico Jocelyn Santos de Oliveira.


Policiais civis fazem protesto no Centro do Rio

Os manifestantes saíram em manifestação por volta das 13h em direção à OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e depois seguiram para o Ministério Público. A última parada dos manifestantes é a Alerj (Assembleia Legislativa). Nesses lugares, os policiais entregam a cartilha do movimento.

De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Rio de Janeiro (SINPOL), a categoria reivindica melhores salários e condições de trabalho. O sindicato também acrescentou que os agentes protestam para que tenham um hospital da própria corporação e plano de saúde.

COMEÇA HOJE A "OPERAÇÃO CUMPRA-SE A LEI"

A Construtora Oriente está com o Presidente da ALERJ deputado Paulo Melo


Da mesma forma que a Delta Engenharia está assim assim com Sérgio Cabral, a Construtora Oriente está com o deputado Paulo Melo, guru e personal-trainer do governador para assuntos de artimanhas 'dinheirísticas'.
Os milhões sob contrato para obras no município de Saquarema que a Oriente detém, é claro, se devem aos estreitos laços de amizade afetiva e comercial que a empresa mantém com o parlamentar, garantindo-lhe invariavelmente a preferência, seja lá como for.


Beneficiando-se dessa maré de métodos que favorece escandalosamente a corrupção, a Oriente surfa em Saquarema numa onda que vai levando, na marra, com ou sem ‘licitação’, a quase totalidade das obras realizadas no município. Preço mais em conta? Transparência? Qualidade? Isso é o que menos importa nessas tenebrosas transações.
As placas da Oriente estão espalhadas
pelos quatro cantos do município.
Asfalto, escolas postos de saúde,
todas as obras estão com a empresa.
Há poucos dias, um pacote de 18 obras 'emergenciais' celebrado recentemente pelo governo inclui a construtora, que é dirigida por um sócio do presidente da ALERJ, Paulo Melo (PMDB), aliado e 'homem de confiança' do governador no Legislativo. Os quatro contratos da Oriente são para obras na Região dos Lagos, duas em Saquarema (base eleitoral do deputado), uma em Maricá e outra em Araruama, onde fica a sede da construtora. Melo é casado com a prefeita de Saquarema, Franciane Motta. Em Saquarema, as intervenções da Oriente vão custar R$ 5,1 milhões ao Estado.
Blog do Jorjão

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

A situação do ministro Carlos Lupi se complica

Ministério do Trabalho é denunciado pela Controladoria Geral da União, e a situação de Carlos Lupi se complica. É a bola da vez.

Mais um ministério na alça de mira, parece que isso não vai acabar nunca. O PSDB entrega hoje uma representação à Procuradoria-Geral da República e um pedido de auditoria especial ao Tribunal de Contas da União para investigar as denúncias de irregularidades no Ministério do Trabalho.

Reportagem publicada domingo pelo jornal “O Estado de S. Paulo” afirma que o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, além de empregar parte da cúpula do PDT no ministério, também teria encontrado brechas para repassar recursos a centrais sindicais impedidas pelo TCU de receber recursos públicos, por conta de irregularidades detectadas no passado. Só neste ano, essas entidades vinculadas a centrais teriam recebido R$ 11 milhões, segundo a denúncia.

Recorde-se que Lupi, há alguns meses, já tinha sido acusado de favorecer ONGs ligadas a militantes do partido, do qual é presidente licenciado. Desta vez, um levantamento preliminar da própria Controladoria-Geral da União aponta irregularidades em contratos da pasta com entidades ligadas ao PDT que não teriam condições de executar o trabalho por terem se envolvido em irregularidades no passado. Segundo a CGU, as centrais deixaram de prestar contas, atrasaram os serviços e ofereceram cursos de má qualidade.

Outra denúncia é de que Lupi teria loteado a cúpula do ministério com pessoas ligadas ao seu partido. O tesoureiro do PDT, Marcelo Panella, chegou a ser chefe de gabinete do ministro, mas foi exonerado em agosto. Ainda restariam dez dirigentes entre os principais assessores de Lupi, além do presidente da Fundacentro. Além disso, entidades citadas pelo levantamento da Controladoria não teriam estrutura própria e estariam até terceirizando os pretensos cursos de capacitação.

O líder tucano na Câmara, Duarte Nogueira (SP), afirmou que solicitará cópias das prestações de contas e relatórios de execução dos convênios ao Ministério. “O FAT é dinheiro do trabalhador. E é inadmissível que esses recursos sejam desviados para engordar caixa de partidos. Não se pode deixar que o FAT seja mais um ralo por onde escoa dinheiro público”, disse.

O PPS também informou que vai pedir ao TCU uma auditoria completa nos convênios do Ministério do Trabalho destinados a cursos de qualificação profissional. E por aí lá vamos nós.

Tribuna da Imprensa

RIO PACIFICADO: Preparador físico do América-RJ é atingido por bala perdida

O preparador físico do América Futebol Clube do Rio de Janeiro, Rafael Barroso, foi atingido no pescoço por uma bala perdida, na Linha Vermelha, próximo ao retorno da Rodovia Washington Luís, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, no início da tarde desta quarta-feira (28). A informação foi confirmada pela assessoria do próprio clube.

De acordo com o fisioterapeuta do América, Cristiano dos Santos, que estava no veículo junto com Rafael, o incidente ocorreu por volta das 12h20. A equipe estava voltando do Centro de Treinamento Giulite Coutinho, em Cosmorama, na Baixada Fluminense.

"O Rafael estava dirigindo o carro, eu estava no banco de trás e o auxiliar técnico Luiz Paulo estava no banco da frente. De repente, nós ouvimos um estampido e nós achamos que o pneu tinha furado. Só que o Rafa começou a gritar, dizendo que estava sangrando muito e que não estava sentindo as pernas", contou Cristiano.

Ainda de acordo com ele, apesar de muito assustado, Rafael pediu para que o levassem para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha, na Zona Norte da cidade, onde sua mãe é médica.

"Tudo aconteceu muito rápido, só tivemos tempo de tirar o Rafa da direção do veículo e, em seguida o Luiz assumiu o comando e levou o Rafael para o Getúlio. A mãe dele estava lá e o atendimento foi muito bom. Ele passou por uma tomografia, ficou em observação e nós entramos em contato com a direção do Hospital Pasteur, para providenciar a transferência dele para lá", explicou.

A Secretaria estadual de Saúde informou, por meio de nota, que o paciente "deu entrada no Hospital Getúlio Vargas às 13h, após ser atingido na região cervical. Ele passou por um primeiro atendimento, realizou exames e foi transferido para outra unidade às 15h30. O paciente estava estável".

Momentos de pânico
Cristiano também relatou que o disparo foi muito rápido, mas Rafael ficou muito nervoso e achava que iria desmaiar.

"Eu e Luiz não temos costume de pegar carona com o Rafa, mas a nossa presença dentro do carro foi necessária. O Rafa estava muito agitado e nervoso. Eu tentava acalmar e dizia para ele no caminho do hospital que a bala tinha pego de raspão, mas conforme ele ia vendo a quantidade de sangue, ele ficava mais e mais nervoso", concluiu Cristiano.

Segundo o Hospital Pasteur, no Méier, também na Zona Norte, há uma reserva para o paciente, que ainda não chegou ao local. Ainda não há informações sobre seu estado de saúde.

Policiais do 15º BPM (Duque de Caxias) informaram que não houve operação na área, nesta quarta-feira, e desconhecem informações sobre tiroteio.
G1

CABRAL NÃO MEDE ESFORÇOS PARA ANIQUILAR O INIMIGO

Casal Garotinho é condenado por abuso de poder político e Rosinha tem o mandato de prefeita de Campos cassado

A 100ª Zona Eleitoral de Campos determinou, nesta quarta-feira, a cassação dos diplomas da prefeita Rosinha Garotinho e do vice Francisco Arthur de Souza Oliveira. Eles foram condenados em processo por abuso de poder econômico em razão de uso indevido de veículo de comunicação social. Na quinta-feira, a partir da publicação da decisão, a Câmara de Vereadores será notificada e orientada a empossar o seu presidente no cargo. A juíza responsável pelo caso, Gracia Cristina Moreira do Rosário, decidiu ainda que os dois ficariam inelegíveis por três anos, a contar da eleição de 2008 – ou seja: poderiam concorrer às eleições de 2012, já que a punição acaba em outubro de 2011. De acordo com a decisão, também o deputado federal Anthony Garotinho e os radialistas Fábio Paes, Linda Mara Silva e Patrícia Cordeiro, pelo mesmo motivo, ficam inelegíveis pelo mesmo período.

A sentença, no entanto, cabe recurso, e os condenados tem o prazo de três dias para apelar ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ). Na prática, Rosinha deve permanecer no cargo e defender-se amparada por um mandado de segurança que garante o mandato até o julgamento do novo recurso.

VASSOURAS DE COPACABANA CHEGAM A BRASÍLIA

http://riodepaz.typepad.com/

O Rio de Paz, em parceira com voluntários do Distrito Federal e Anápolis e os organizadores da Marcha Contra a Corrupção, realizará dois atos públicos esta semana em Brasília.

Na terça-feira (27), a partir das 19h, 594 vassouras verde-amarelas, idênticas as que foram usadas no protesto de Copacabana, serão fincadas na Esplanada dos Ministérios em frente ao Congresso Nacional, onde permanecerão até às 15h da quarta-feira (28).

Na quarta-feira (28) a partir das 16h as vassouras serão entregues aos 513 deputados federais e 81 senadores.

A ideia surgiu, após o senador Pedro Simon ter concedido entrevista, dizendo que gostaria que a ONG Rio de Paz levasse uma vassoura para ele em Brasília.

O ato público de terça e quarta terá os seguintes objetivos:

1.Solicitar ao Congresso Nacional que se envolva na luta do povo brasileiro pelo fim da corrupção.
2.Aprovação da lei do Ficha Limpa.
3.Fim do voto secreto.

“Não temos a mínima intenção de menosprezar o Congresso Nacional, sem o qual a democracia brasileira se extinguiria. Sabemos, contudo, que há um histórico de atos criminosos cometidos por parlamentares brasileiros, que não pode mais se repetir, neste momento em que a nação clama pelo fim da corrupção que sangra recursos públicos, para desgraça de milhares que vivem vida subumana em país tão rico e de dimensão continental.

Os membros do Congresso Nacional têm que dar o exemplo. A voz do povo precisa ecoar na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. Entendemos que a aprovação da lei do Ficha Limpa e o fim do Voto Secreto representarão a emissão de duas importantes notas de compromisso com a aspiração de 200 milhões de brasileiros”.

Antônio Carlos Costa

Presidente do Rio de Paz

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Deputado Paulo Ramos teve carteira furtada no Rock In Rio

Parte do discurso hoje na ALERJ
"Estive lá na sexta-feira, na abertura. Como outros incautos, eu também tive minha carteira furtada. Felizmente, o punguista não teve sorte: quando retirou a carteira, o dinheiro dela escorregou para o bolso. Ele levou somente a minha carteira de identidade de Deputado. Não sei se terá possibilidade de fazer algum uso". Disse Paulo Ramos

Justiça suspende serviço de vans em São Gonçalo

Por decisão do Tribunal de Justiça, todas as vans que circulam em linhas municipais de São Gonçalo estão proibidas de fazer lotadas a partir desta terça-feira. A determinação é do desembargador Guaraci Vianna, que cassou todas as liminares que permitiam a circulação das vans na cidade. O acórdão foi enviado para a 2ª Vara Cívil de São Gonçalo, onde o juiz André Luiz Nicolitt determinou a paralisação das lotadas.

Em São Gonçalo circulam cerca de 400 vans municipais, todas amparadas por liminares da Justiça. O serviço é controlado por cooperativas, que seriam comandadas por milicianos que integram uma máfia acusada de mais de cem homicídios nos últimos anos na cidade.

O presidente do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro), Rogério Onofre, disse que espera que a Justiça tome a mesma decisão com a Cooperativa Santa Isabel, a única intermuncipal que circula com liminar judicial, ligando o Rio ao bairro de Santa Isabel, em São Gonçalo:

- Esta cooperativa é a única que funciona com liminar depois que o Detro fez a licitação das vans intermunicipais. Esperamos que a Justiça siga o exemplo do desembargador Guaraci Vianna - apelou Onofre.

Leia AQUI

Deputado defende Sarney e diz que Dinho estava alterado no Rock in Rio

O deputado Magno Bacelar: "Eu já estive no Rock in Rio. Muitos dos metaleiros vão ali drogados, maconhados"


O deputado estadual Magno Bacelar (PV) vai propor uma moção de repúdio na Assembleia Legislativa do Maranhão contra o vocalista do Capital Inicial, Dinho Ouro Preto, por causa das críticas feitas pelo cantor ao presidente do Senado, José Sarney, durante o Rock in Rio no último sábado. Bacelar é um dos aliados mais próximos da família no Estado. Um dos principais expoentes da sua sigla no Estado é o deputado federal Zequinha Sarney.

Dinho dedicou a música “Que país é esse” a José Sarney e disse: “Essa aqui é para as grandes oligarquias que parecem ainda governar, que conseguem manter os jornais censurados, coisas inacreditáveis (…) Essa aqui é especialmente para o José Sarney”. O público respondeu à declaração do vocalista do Capital Inicial gritando: “Ei Sarney, vai tomar no c…!!!”.

Em um pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão na tarde de segunda-feira, Bacelar classificou o protesto do vocalista do Capital Inicial como uma “falta de respeito e de educação”. “Este cidadão, alterado sabe-se lá por quais motivos, disparou vários palavrões não apenas contra o presidente Sarney, mas também contra o público. Foi uma total falta de respeito, de educação. Diante deste fato, irei, sim, apresentar uma moção de repúdio contra este cantor”, disse o deputado.

Continue lendo AQUI

Que país é esse? Dinho Ouro Preto dedica música a Sarney

Capital Inicial no Rock in Rio - Dinho Ouro Preto dedica música a Sarney e a platéia responde ...


"A regra é nunca acreditar em políticos".

domingo, 25 de setembro de 2011

Nem Albergue escapa dos bandidos

Polícia busca assaltantes de albergue. Vítimas perdem ingressos do Rock in Rio

Vítimas do assalto no albergue Hostel Eco Arco Verde, na Ladeira do Leme, em Copacabana, Rio de Janeiro, foram para a Delegacia de Atendimento ao Turista (DEAT), no Leblon, para registrar a ocorrência.

As informações dão conta de que quatro homens invadiram a hospedagem na manhã do domingo (25) e trancaram os hóspedes no banheiro. A quadrilha roubou ingressos do Rock in Rio, dinheiro e bens pessoais de todos.
Os bandidos chegaram ao hotel em um carro da marca Peugeot preto enquanto outros membros do grupo estavam em outro veículo, dando cobertura. A PM já iniciou uma busca nos batalhões da região para tentar encontrar as viaturas dos bandidos.

A DEAT confirmou as informações e disse que os turistas são, em sua maioria, brasileiros e há alguns estrangeiros.

Em sites da internet especializados em reservas de albergues, como o HostelBookers, clientes recomendam o local, mas alertam para as instalações antigas.

Muitos elogiam o atendimento dos funcionários, mesmo que alguns não falem inglês, e o café da manhã reforçado. O perfil dos hóspedes é de viajantes independentes que buscam por uma opção mais barata de acomodação.

J.Brasil

A Assembléia Legislativa parece sofrer de letargia, onde a maioria dos deputados, como serviçais do Cabral, fazem tudo o que ele manda!


Reproduzindo
Quem deveria estar na cadeia são os que desviam milhões em verbas! São contratos de milhões em obras sem licitação! Tudo feito nas brechas da Lei, numa imoralidade a toda prova! Os casos de corrupção de políticos venais continuam tirando dos contribuintes os serviços públicos de qualidade a que têm direito! Tudo isso é pan-tomima! O buraco ou o rombo está mais acima! E quem vigia os deputados? Esse rabo comprido é o causador dos desmandos que ocorrem no Rio de Janeiro! ' A Assembléia Legislativa parece sofrer de letargia, onde a maioria dos deputados, como serviçais do Cabral, fazem tudo o que ele manda! Enquanto funcionários passam por necessidades, os deputados viram-lhes a face! Façam-me o favor, deixem de demagogia!
Luiz Lopes

1423

sábado, 24 de setembro de 2011

Assaltos, roubos e ingressos falsos marcam início da 2ª noite do Rock in Rio

Após um primeiro dia marcado por casos de roubos, a segunda noite do Rock in Rio começa com a repetição dos problemas. Até as 20h45 deste sábado, cerca de 50 pessoas já lotavam os dois contêineres do Juizado Especial Criminal (Jecrim) para registrar boletins de ocorrrência. A maioria dos casos era de furto e roubo, alguns com violência. Havia também reclamações de pessoas que adquiriram ingressos falsos nas proximidades do Terminal Alcvorada, na Barra da Tijuca, e na Avenida Salvador Allende, no Recreio dos Bandeirantes.

Ao menos duas pessoas foram detidas por agentes que fazem a segurança interna do festival, e conduzidas à 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes). Uma delas é uma jovem, acusada por cinco testemunhas de roubo. Com ela foram encontrados cerca de R$ 400 e muitos cartões e documentos.

Entre as vítimas, duas pessoas que não são do Rio estavam revoltadas, e sem condições de voltar para seus estados. O turista paranaense André Delano, de 27 anos, disse que foi furtado apenas 50 minutos depois de ter entrado na Cidade do Rock. Ele teve sua carteira com documentos e o RioCard levados, além dos R$ 200 que trazia consigo.

"Vim apenas para assistir ao show do Red Hot Chilli Peppers, e, ao passar pela multidão, levaram todos os meus pertences", disse Delano. "Rasgaram o meu bolso e levaram tudo, apenas 50 minutos depois de eu ter chegado. Eu achei que estaria seguro na Cidade do Rock, mas vi que este monte de seguranças não adiantou de nada", desabafou.

Também do Paraná, o professor Augusto Celso Antunes, 47 anos, ficou sem todos os documentos e R$ 250. Ele veio de Ponta Grossa acompanhando o filho, Pedro Henrique, fã do Red Hot:

"Não vale a pena vir a este festival. Estou arrependido de ter vindo. Quero dizer a quem não conseguiu comprar ingresso, que fez um excelente negócio. Tive um grande prejuízo me deslocando até o Rio", disse. Sem documentos, Antunes terá de usar o boletim de ocorrência para conseguir embarcar de volta para casa.

Cerca de 15 pessoas reclamavam de terem comprado ingressos falsos. Elas foram vítimas de cambistas que agiam nas proximidades do Terminal Alvorada e da Avenida Salvador Allende. Nos bilhetes falsificados, há a inscrição "ingresso especial", no lugar onde , normalmente, vem incrito "meia-entrada" ou "inteira".

A Polícia Civil se recusou a dar detalhes a respeito de quantas ocorrências já haviam sido registradas até as 21h.

Jornal do Brasil

BOMBEIROS CONTINUAM ACAMPADOS NA ALERJ

Charles Henriquepédia vereador?

Charles Henriquepédia vive na porta da ALERJ pedindo caixinha aos deputados

Humorista do “Pânico” se filia a partido
Charles Henriquepedia, humorista do Pânico na TV!, conseguiu se filiar a um partido para disputar as eleições do ano que vem. Apesar das conversas com PT e PMDB, entrou no PTdoB e tentará se candidatar a vereador em 2012 no Rio de Janeiro. Resta a Rede TV! liberar.
blog do Lobo

No Rock in Rio tem água, tem chafariz...

Coluna do Ancelmo Góis


Há cinco dias, os moradores do prédio de Durval Costa, no condomínio Novo Leblon, Barra da Tijuca, sofrem com a falta d’água. Hoje, os moradores decidiram comprar um carro-pipa para resolver a situação.

- Desligamos a água durante o dia e só abrimos à noite para economizar. Mas hoje a água acabou mesmo, não tem mais nada na caixa d’água - contou Durval.

No Recreio, os problemas começaram na última quarta-feira. No prédio de Maria Violeta da Costa Santos, na Rua José Américo de Almeida, na quarta-feira parou de cair água na caixa, e até agora o fornecimento não foi normalizado. Segundo Maria Violeta, os edifícios da rua estão com o mesmo problema e a maioria já pagou por carros-pipa.

- É um absurdo. Tanto chafariz na Cidade do Rock, e a gente no sufoco, sem água - revoltou-se.

A Cedae informou que o problema no Recreio foi causado pelo rompimento de uma tubulação que abastece a região, na última quinta-feira. De acordo com a companhia, o reparo foi finalizado ontem e a previsão é de que o fornecimento seja normalizado até as 20h deste sábado. Ontem, no entanto, a Cedae havia informado que o problema seria solucionado até a manhã de hoje. Já em relação à Barra da Tijuca, a companhia disse que não tem informações sobre os problemas, mas mandará uma equipe ao local.

EXTRA

Descontente com a Lei Geral da Copa-2014, Fifa ameaça utilizar cláusula para tirar o evento do Brasil

Há mais de uma década acompanhando os bastidores da Fifa, a coluna desconfiou que o silêncio de Zurique em relação à Lei Geral da Copa-2014 não era um bom sinal. Se tivesse gostado, logo elogiaria, como sempre faz a Fifa nesses casos. Fomos apurar e descobrimos que a situação é mais grave. Existe, sim, a ameaça de rompimento, amparada pela cláusula 7.7 do Host Agreement (Contrato para Sediar).

Hoje, não seria surpresa se a Fifa anunciasse, até o próximo dia 5, o cancelamento do evento de 20 de outubro - quando o Comitê Executivo da entidade planeja divulgar o calendário de jogos nas cidades-sedes tanto da Copa das Confederações-2013 quanto do Mundial-2014.

A cláusula 7.7, do contrato, assinado pelo governo brasileiro, estabelece o dia 1 de junho de 2012 - exatamente 2 anos e 11 dias antes da partida de abertura do Mundial-2014 - como prazo final para a Fifa rescindir o contrato e tirar a Copa-2014 do Brasil, sem pagamento de multa.

Diz o texto da 7.7 que a rescisão será aplicada caso as leis e regulamentos necessários para a organização da Copa do Mundo-2014 não tenham sido aprovados, ou caso as autoridades competentes não estejam cumprindo as garantias governamentais exigidas.

As garantias e responsabilidades exigidas pela Fifa também fazem parte do Acordo de Candidatura, entregues em 31 de julho de 2007, pelo presidente Lula, três meses antes de o país ter sido confirmado como sede do Mundial.

A Lei Geral da Copa, enviada ao Congresso no último dia 19 pela presidente Dilma Rousseff, é o ponto de discórdia. A coluna pôde apurar em Zurique que itens como ingressos, credenciamento, proteção ao marketing de emboscada, gratuidades e até transmissão de TV foram editados em desacordo com o que foi discutido e acertado em fevereiro deste ano, em Brasília, durante reunião do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, com o ministro do Esporte, Orlando Silva, e técnicos do governo. Além disso, a infraestrutura dos aeroportos e os projetos de mobilidade urbana são considerados incipientes pela entidade.

Pudemos apurar que a Fifa argumenta não ter como garantir aos patrocinadores a proteção às suas marcas. E a entidade teme inviabilizar o modelo da Copa do Mundo, que responde por 89% de sua arrecadação de quatro anos, se aceitar a Lei Geral da Copa-2014 como foi mandada pela presidente brasileira para o Congresso.

As duas partes podem até negar, mas apuramos também que Valcke e o Comitê Organizador Local (COL-2014) perderam a confiança em Orlando Silva e não querem mais negociar com o ministro. E que uma nação plano B já é pensada, para o caso de a Lei Geral da Copa não ser modificada.

Os próximos dias serão decisivos.

O GLOBO


Hospital abre sindicância para apurar idosa dada como morta

Família foi reconhecer corpo no necrotério e viu que ela estava viva.
A Secretaria estadual de Saúde informou que abriu uma sindicância para apurar o caso de uma paciente que foi dada como morta no Hospital de Saracuruna, na Baixada Fluminense. Rosa Celelestrino Assis, de 60 anos, foi levada para a emergência da unidade, na manhã de sexta-feira (23), com diagnóstico de infecção pulmonar.

Segundo a direção do hospital, a paciente já havia sofrido dois derrames e chegou respirando com a ajuda de aparelhos. Às 19h20, a enfermeira da emergência teria chamado o médico de plantão porque a paciente não apresentava mais sinais de vida. O médico, então, teria feito alguns testes e assinado no prontuário do hospital que ela havia morrido. Com base neste prontuário, o chefe do plantão emitiu uma declaração de óbito e a mulher foi levada para o necrotério do hospital. Apenas às 22h, enquanto fazia o reconhecimento do corpo, foi que a família percebeu que ela estava viva. A paciente está internada no CTI do hospital.

“Ela fez algum tipo de movimento e imediatamente foi levada para um Centro de Terapia Intensiva, entubada novamente e colocada no respirador", disse o diretor do hospital, Manoel Moreira Filho.

"Você pegar uma pessoa que você conhece, que te botou no mundo, minha mãe, e ela estar dentro da gaveta de um hospital no gelo, gelada, sei lá, e você abrir e a pessoa está respirando...", desabafou a filha Rosângela Celestrino.

Segundo a direção do hospital, o médico que atestou o óbito pediu demissão e a enfermeira foi demitida.

De acordo com a polícia, se for comprovada a negligência, os responsáveis podem ser autuados por lesão corporal ou, se a paciente morrer, por homicídio.

G1

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

ARRASTÃO NO ROCK IN RIO

'Arrastão' faz pelo menos 11 vítimas na entrada do festival

Rio - Pelo menos 11 pessoas foram vítimas de um arrastão na fila para entrar na Cidade do Rock, na tarde desta sexta-feira. O grupo foi assaltado por vários menores, e perderam dinheiro, documentos e também o ingresso para o Rock in Rio.
A ocorrência aconteceu quando o portão de entrada para o festival ainda estava fechado. O grupo estava na fila aguardando, quando começaram a ouvir gritos de "vai abrir". Uma agitação se formou entre os fãs que estavam na fila. Uma jovem, então, se deu conta que estava com a bolsa aberta e estava sem vários pertences. Outras pessoas que a acompanhavam também verificaram a mesma situação.

As vítimas ainda estão nas proximidades do portão de entrada e pretendem registrar boletim de ocorrência pelo roubo.
FONTE

Delta é alvo de ação do MPF sobre obra do Pan

Maria Lenk- Atual subsecretário municipal de Habitação é processado por uso irregular de verbas no Pan 2007

O atual subsecretário municipal de Habitação, João Luiz Reis da Silva, é um dos cinco ex-dirigentes da Empresa Municipal de Urbanização (Riourbe) citados numa ação civil pública por improbidade administrativa impetrada nesta quinta-feira pelo Ministério Público Federal (MPF), por suspeita de gestão irregular de verbas federais repassadas pelo Ministério do Esporte para a realização de obras no Parque Aquático Maria Lenk, construído para os Jogos Pan-Americanos de 2007. O Consórcio Parque Aquático Pan 2007, formado pelas empresas Delta Construções, Sanerio Engenharia e Midas Engenharia, também é réu por improbidade administrativa na mesma ação.

O MPF pede o ressarcimento do dano, suspensão temporária dos direitos políticos dos acusados e proibição temporária de contratar com o Poder Público ou receber incentivos fiscais, além de pagamento de multa. O órgão alega que o contrato entre a Riourbe e o consórcio de empresas teve um termo aditivo ilegal que burlou a licitação ao incluir obras que não estavam definidas nem previstas no projeto básico inicial do Parque Aquático. As empresas Delta, Sanerio e Midas ganharam a licitação das obras de fundação, estrutura e acabamento, no valor aproximado de R$ 48,7 milhões. Posteriormente, foi incluído no contrato o aditivo de R$ 11,3 milhões para a execução das obras de programação visual, sonorização e iluminação, não previstas na licitação, totalizando exatamente os R$ 60 milhões repassados pelo governo federal.

"A inclusão de itens não previstos na licitação original afastou a ampla concorrência de empresas por esta parcela da obra, impedindo uma contratação mais vantajosa para os cofres públicos", escreveu o procurador Alexandre Ribeiro Chaves, autor da ação.

O atual subsecretário de Habitação João Luiz Reis da Silva, que à época da construção do Maria Lenk era diretor-presidente da Riourbe, inforhttp://www.blogger.com/img/blank.gifmou em nota que "tudo foi feito observando-se o estabelecido na Lei de Licitações número 8.666 e aprovado pelo Tribunal de Contas do Município. As informações foram prestadas aos órgãos de controle, inclusive ao Ministério Público".

Por meio de nota, o Consórcio Parque Aquático Pan 2007 informou que "realizou todas as obras do Parque Aquático Maria Lenk com a qualidade exigida em contrato e dentro do prazo". A mensagem diz que todo o processo - desde a licitação até a conclusão das obras - se deu dentro da legalidade. "O consórcio destaca ainda que o valor de R$ 11,3 milhões do aditivo pago pelas obras adicionais está de acordo com a Lei de Licitações nº 8666/93", diz a nota.

JORNAL O GLOBO

Segundo especialista em segurança, Rio de Janeiro não está preparado eventos de porte internacional

No Rio de Janeiro, cidade que receberá eventos de porte internacional - como a Olimpíada e a Copa do Mundo - reportagem do SBT levanta a questão: será que a cidade tem estrutura para gerenciar situações de emergência?
Segundo especialista em segurança, Rio de Janeiro não está preparado para este tipo de contingência.
video

Jornal do SBT

A jogatina vinha acontecendo nas barbas do secretário de Segurança Pública

Máquinas de caça-níquel funcionavam ao lado do prédio da Secretaria de Segurança Pública

Agentes da Polinter estouraram hoje duas lojas na rua Senador Pompeu, na Central do Brasil, que vinham funcionando como mini bingos de máquinas de caça níqueis. A jogatina vinha acontecendo nas barbas do secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame. O local ficava a cerca de cem metros do prédio da secretaria. Os policiais chegaram até os dois endereços após receber uma denúncia anônima. O responsável pelas lojas foi preso e autuado pelo crime de contrabando. Dez jogadores foram levados à delegacia, ouvidos e liberados.

O esquema usado pelos contraventores era o mesmo informado pela reportagem do EXTRA no final de semana. As máquinas não apresentavam noteiros e os créditos eram acionados através de chaves. Em uma das lojas a contabilidade mostrava que, por dia, a casa faturava mais de 60 mil com os caça níqueis. O delegado Rafael Willis pediu que todas as placas mãe fossem apreendidas. Perítos que estiveram no local já constataram que as peças eram contrabandeadas.

- Não adianta eles colocarem as máquinas sem os noteiros porque vamos investigar outras peças das máquinas - disse o delegado.

A Secretaria de Segurança Pública não se pronunciou sobre a apreensão das máquinas.

Telejornal da Globo oculta convênio de R$ 17 milhões da Fundação Roberto Marinho com Ministério do Turismo

Estranho, muito estranho. É muito sinistro quando a TV Globo fez ampla matéria sobre a Copa no Brasil no Jornal da Globo (meia-noite de terça-feira) abordando programas de qualificação profissional do Ministério do Turismo, com cursos on-line, e escondeu da notícia o principal destes programas: o "Olá, Turista!" executado pela Fundação Roberto Marinho, com R$ 17 milhões verbas federais do Ministério do Turismo.

O "Olá, Turista!" deveria treinar 80 mil pessoas para aprenderem a falar um pouco em inglês e espanhol, voltado para trabalhadores em hotéis, garçons, taxistas, policiais e outros profissionais ligados ao atendimento ao turista.

Apesar de já encerrado, não há prestação de contas publicada sobre o número de pessoas efetivamente treinadas, mas há indícios de calote nas metas da Fundação Roberto Marinho com o Ministério do turismo.
A notícia do telejornal também dá sumiço em 30 mil vagas de treinamento nas metas do Ministério do Turismo, inventando um número de 50 mil pessoas a serem qualificadas, quando só o número do "Olá, Turista!" anunciados em 2009, eram 80 mil.

A Fundação é a ONG das Organizações Globo e, em circunstâncias normais, de êxito nas atividades, jamais deixaria de aparecer na notícia, e com destaque.

A TV Globo sempre deu publicidade para aquilo que ela considera feitos de sua ONG. No entanto o telejornal entrevistou gente de hotéis e de faculdades de turismo, mas ninguém da ONG.

A situação remete àquela analogia com aviões de caça: "voar baixhttp://www.blogger.com/img/blank.gifo para o radar não captar"... o radar, neste caso, é do Ministério Público e da CGU (Controlodaria Geral da União), que passa um pente fino nos convênios do Ministério do Turismo para combater ahttp://www.blogger.com/img/blank.gif corrupção e o desvio do dinheiro público.

Uma força-tarefa do Ministério do Turismo cobra a devolução aos cofres públicos de R$ 80 milhões referentes a quase 500 convênios já identificados com contas irregulares. A ONG das Organizações Globo ainda não está neste lote, mas ela,com um único convênio, sozinha recebeu R$ 17 milhões dos cofres públicos.

Leia também:

- Fundação Roberto Marinho recebeu R$ 17 milhões do Ministério do Turismo

- Indícios de calote nas metas da Fundação Roberto Marinho com o Ministério do turismo

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Cabral foge dos bombeiros

Bandidos jogam granada contra polícia na Favela de Manguinhos

Uma grande operação realizada por policiais militares e agentes da Secretaria Municipal de Assistência Social para recolher usuários de crack das favelas Manguinhos e Jacarezinho (Zona Norte) terminou com 167 crianças, adolescentes e adultos retirados das cracolândias daquela região.

Com a chegada dos agentes, criminosos atiraram contra a polícia, além de lançarem um artefato explosivo. A granada, no entanto, não explodiu e não houve feridos.

Ao todo, 136 adultos foram recolhidos, além de 31 crianças. Muitas facas e material usado para consumo de crack foram apreendidos.

A operação começou por volta das 7h e foi realizada pela Secretaria Municipal de Assistência Social. Cerca de 80 policiais da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), com apoio de policiais da Delegacias de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), de Combate às Drogas (DCOD) e de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) também deram apoio à ação. PMs dos batalhões do Méier e Bonsucesso também participaram.

JB

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Lord Cabral o contador de mentiras!!!

Direto de LondresCabral mente que nem sente!
"Pela primeira vez no Rio de Janeiro, as forças policiais têm metas de produtividade, o que tem gerado uma contínua redução dos índices criminais. Um exemplo: em 2010, registramos o menor número de homicídios dos últimos 20 anos. Por outro lado, a implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em comunidades carentes melhorou a qualidade de vida da população e já devolveu a paz a mais de um milhão de pessoas, entre elas 300 mil que antes viviam diretamente sob o domínio de criminosos nessas regiões. Reafirmo o meu compromisso de levar, até 2014, a pacificação a todos os lugares do estado onde ainda houver comunidades dominadas por criminosos", declarou.

Prefeito do Rio favorece máfia das vans e não cumpre lei

Rio Pacificado: Tráfico impõe barricadas para controlar movimento em favelas

terça-feira, 20 de setembro de 2011

O movimento de protesto "Contra a Corrupção"



Policial militar que perdeu as duas pernas - "Tinha muita troca de tiros na UPP"

"Lá, na UPP, vivi a realidade mesmo. Havia muita troca de tiros. Mas ninguém fica sabendo, porque isso não sai na imprensa".
Policial Militar Alexsander

TUDO DOMINADO!

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

PIADA DO DIA: CABRAL é eleito personalidade do ano no Prêmio Brasil-Alemanha


O governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, foi eleito personalidade do ano na 17ª edição do Prêmio Brasil-Alemanha, durante cerimônia da 29ª edição do Encontro Econômico Brasil-Alemanha, realizado na noite de domingo (18), no morro da Urca, na zona sul da cidade.

Segundo o secretário da Casa Civil, Régis Fichtner, que representou o governador na cerimônia de entrega do prêmio, não há como se falar em trazer empresas, indústrias e crescimento econômico sem citar a Alemanha como exemplo. Fichtner afirmou que o Estado procura buscar novas empresas alemãs e fortalecer as existentes.

domingo, 18 de setembro de 2011

VÍDEO - RESGATE DOS PASSAGEIROS DO ACIDENTE COM O BONDE

Novas imagens do acidente com o bonde de Santa Teresa foram divulgadas na internet na última sexta-feira. Disponível no Youtube, o vídeo mostra os primeiros momentos do resgate dos feridos logo após a tragédia.

Cabral e os 49 traidores - Saúde não é mercadoria!

sábado, 17 de setembro de 2011

Audiência Pública do Bonde de Santa Teresa na ALERJ


Os deputados Gilberto Palmares (PT) e Paulo Ramos (PDT) informaram na manhã desta quinta-feira que encaminharam ao presidente da Alerj, Paulo Melo (PMDB), um requerimento para a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). O objetivo é investigar as causas do acidente com o bonde de Santa Teresa. Segundo Paulo Ramos, cerca de 20 parlamentares assinaram o pedido.

Uma audiência para discutir os problemas do sistema de bondes do bairro foi feita na manhã desta quinta na Alerj. Cerca de 200 pessoas participaram. Porém, a direção da associação de moradores de Santa Teresa (Amast) pretende convocar uma nova audiência, pois o secretário estadual de Transportes, Julio Lopes, o presidente da Central Logística, que administra os bondes, e interventor do sistema de bondes de Santa Teresa, Rogério Onofre não compareceram ao evento.

Militar acertou menina quando revidou tiro de traficante, diz delegado

Exército vai apurar confronto que baleou menina de 7 anos

Depois de uma menina de 7 anos ser atingida por estilhaços de um tiro de fuzil na Vila Cruzeiro, na Penha (Zona Norte), enquanto seguia para a escola, militares vão instaurar inquérito para apurar suposto confronto entre agentes e traficantes.

Segundo informações da polícia, a troca de tiros começou quando as equipes faziam um patrulhamento na Rua 9 e foram surpreendidos por homens armados. O local é o mesmo onde imagens do Serviço Reservado do Exército flagraram um grupo de traficantes de drogas.

Ainda segundo informações de militares, a criança foi atingida durante uma perseguição a um homem. O local onde a criança foi ferida vai passar por perícia a pedido do Exército. O bandido teria atirado uma vez e os soldados revidaram com um único tiro de fuzil.

Depois de medicada no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, a menina foi medicada e liberada.


POLÍCIA CIVIL X POLÍCIA MILITAR

Informe do Dia: Rio vive nova crise entre polícias

Nova crise entre as polícias do Estado. O boletim da Polícia Civil publicou nesta sexta-feira uma comunicação interna com duras críticas à Polícia Militar. Segundo o documento, a PM teria decidido estimular seus batalhões a fazer o registro de crimes, função que cabe à Polícia Civil.

De acordo com a comunicação — encaminhada à delegada Martha Rocha, chefe da Polícia Civil —, a ordem para a confecção do chamado Registro Policial Militar em unidades da corporação teria sido dada, no dia 1º de março, pela Corregedoria Interna da PM.

Investigação

Uma sindicância administrativa chegou a ser instaurada para investigar o registro de um crime no 30º Batalhão da PM (Teresópolis). De acordo com a Polícia Civil, o Registro Policial Militar é inconstitucional e ilegal e representa um abuso de autoridade.

O Dia


Caso ex jogador Edmundo - justiça demorou acabou em impunidade

Edmundo impune provoca indignação; especialistas criticam morosidade de processos que prejudica a Justiça.

A Associação de Parentes, Amigos e Vítimas de Trânsito (Trânsito Amigo) criticou na sexta-feira a morosidade da Justiça na análise de processos como o do jogador Edmundo, que teve a pena de quatro anos e quatro meses de prisão extinta pelo Supremo Tribunal de Federal (STF) por ter prescrito , no último dia 12. Em 1995, Edmundo se envolveu num acidente de trânsito na orla Lagoa em que três pessoas morreram e três ficaram feridas.

- Um caso desses transmite a mensagem de que a vítima de acidente de trânsito é um cidadão de segunda categoria. Chega a ser uma agressão a própria sociedade por transmitir a ideia que acidentes são imprevisíveis. E não é verdade - diz Fernando Pedrosa, ex-coordenador do Programa de Redução de Acidentes de Trânsito do Ministério dos Transportes e diretor-fundador da Trânsito Amigo.

Em razão do acidente, Edmundo só foi preso duas vezes, que somaram 42 horas de detenção. O caso chama atenção. Há antecedentes de uma ação bem mais rigorosa da Justiça até na punição de delitos bem mais brandos que um crime de morte. Só para citar um exemplo, Caroline Pivetta da Mota, que com a ajuda de amigos pichou em 2008 uma parede da 28ª Bienal de São Paulo, no Masp, passou 53 dias na prisão e foi acusada de formação de quadrilha e danos ao patrimônio público.

OUTROS CASOS LEIA AQUI

Jovem de 24 anos é executada na Pacificada Cidade de Deus

DH investiga se traficantes teriam sido responsáveis por morte de jovem na Cidade de Deus

Agentes da Divisão de Homicídios (DH) investigam se a execução de Gabriela de Freitas Amorim, de 24 anos, teria sido praticada por traficantes. A jovem foi atingida por quatro tiros na cabeça e no tórax, na madrugada de quinta-feira passada, na localidade conhecida como Quadra 13, na Cidade de Deus, em Jacarepaguá. Este foi o quinto assassinato registrado na comunidade após a implantação da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), em fevereiro de 2009.

Em julho, uma adolescente, de 16 anos, foi morta com um tiro no rosto na região conhecida como Caratê. A assessoria de imprensa do Comando de Polícia Pacificadora (CPP) confirmou ter informações de que a jovem teria envolvimento com o tráfico, mas ressaltou que a investigação é de responsailidade da DH. Ainda de acordo com a assessoria, policiais da UPP Cidade de Deus foram acionados por moradores e levaram Gabriela ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, onde ela morreu.

De acordo com denúncias feitas por moradores à Ouvidoria do Ministério Público estadual, traficantes ainda atuam nas localidades conhecidas como Quadra 13, Quadra 15, Pantanal e Caratê, na Cidade de Deus. Na sexta-feira, dia 9, o comandante das UPPs, coronel Robson Rodrigues, admitiu que ainda há traficantes atuando na comunidade, onde são constantemente apreendidas drogas, armas curtas (pistolas e revólveres) e granadas.

Fonte aqui

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Deputados que votaram o projeto de lei que autoriza a gestão de hospitais por Organizações Sociais


Veja abaixo a lista completa dos políticos que foram a favor e contra a aprovação da lei.

A favor: 49 deputados

1. Alessandro Calazans (PMN)

2. Alexandre Correa (PRB)

3. André Ceciliano (PT)

4. Andre Correa

5. Andre Lazaroni (PMDB)

6. Atila Nunes (PSL)

7. Bernardo Rossi (PMDB)

8. Bruno Correia (PDT)

9. Chiquinho da Mangueira (PMDB)

10. Cidinha Campos (PDT)

11. Claise Maria Zito (PSDB)

12. Comte Bittencourt (PPS)

13. Coronel Jairo (PSC)

14. Dica (PMDB)

15. Dionísio Lins (PP)

16. Domingos Brazão (PMDB)

17. Dr. José Luiz Nanci (PPS)

18. Edson Albertassi (PMDB)

19. Fabio Silva (PR)

20. Gerson Bergher (PSDB)

21. Graça Pereira (DEM)

22. Gustavo Tutuca (PSB)

23. Iranildo Campos (PR)

24. Janio Mendes (PDT)

25. João Peixoto (PSDC)

26. Luiz Martins (PDT)

27. Marcelo Simão (PSB)

28. Marcio Pacheco (PSC)

29. Marcos Abrahão (PT do B)

30. Marcos Soares (PDT)

31. Marcus Vinicius (PTB)

32. Nilton Salomão (PT)

33. Paulo Melo (PMDB)

34. Pedro Augusto (PMDB)

35. Rafael do Gordo (PSB)

36. Rafael Picciani (PMDB)

37. Ricardo Abrão (PDT)

38. Roberto Dinamite (PMDB)

39. Roberto Henriques (PR)

40. Robson Leite (PT)

41. Rogério Cabral (PSB)

42. Rosângela Gomes (PRB)

43. Sabino (PSC)

44. Samuel Malafaia (PR)

45. Samuquinha (PR)

46. Thiago Pampolha (PRP)

47. Waguinho (PRTB)

48. Xandrinho (PV)

49. Zaqueu Teixeira (PT)


Contra: 12 deputados

1. Clarissa Garotinho (PR)

2. Enfermeira Rejane (PC do B)

3. Flavio Bolsonaro (PP)

4. Gilberto Palmares (PT)

5. Inês Pandeló (PT)

6. Janira Rocha (PSol)

7. Lucinha (PSDB)

8. Luiz Paulo (PSDB)

9. Marcelo Freixo (PSol)

10. Miguel Jeovani (PR)

11. Paulo Ramos (PDT)

12. Wagner Montes (PDT)

Júlio Lopes e Rogério Onofre não comparecem na audiência pública da ALERJ


Deputados pedem CPI para apurar acidente com bonde em Santa Teresa
Os deputados Gilberto Palmares (PT) e Paulo Ramos (PDT) informaram na manhã desta quinta-feira, durante uma audiência pública na Alerj, que encaminharam ao presidente da Casa, Paulo Melo (PMDB), um requerimento para a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as causas do acidente com o bonde de Santa Teresa, que deixou seis mortos. De acordo com Paulo Ramos, cerca de 20 parlamentares assinaram o pedido.

Ao final da audiência, os deputados e moradores decidiram ainda que será formada uma comissão (com deputados federais e estaduais, além de vereadores) para procurar o governador Sergio Cabral. Eles querem marcar uma reunião para tratar dos acidentes e do sucateamento do serviço. Os parlamentares vão apelar à presidência da Alerj para que a CPI seja formada o quanto antes.

Cerca de 200 pessoas estiveram na manhã desta quinta-feira na Alerj para discutir os problemas do sistema de bondes de Santa Teresa. A direção da associação de moradores de Santa Teresa (Amast), no entanto, pretende convocar uma nova audiência, pois o secretário estadual de Transportes, Julio Lopes, o presidente da Central Logística, que administra os bondes, e interventor do sistema de bondes de Santa Teresa, Rogério Onofre, apesar de convidados não compareceram ao evento.

Um dos diretores da Amast, Álvaro Braga, disse que vai pedir aos deputados presentes na audiência que façam uma convocação formal. Segundo Braga, a audiência de hoje já tinha sido marcada muito antes do acidente do dia em 27 de agosto, que deixou mortos e feridos.

- Nossa preocupação com o sistema é antiga. Já aconteceram vários acidentes. Desde a morte do turista francês, estamos pedindo que o poder público tome uma atitude. Lamentamos que o secretário e os outros convidados não tenham comparecido ou sequer mantado representantes. Era um momento de esclarecermos vários pontos.

O delegado titular da 7ª DP de Santa Teresa, Tarcísio Jansen, veio até a Alerj para explicar como está o andamento do inquérito. Ele informou que aguarda o resultado da perícia do Instituto de Criminalística Carlos Éboli e que ainda está ouvindo testemunhas sobre o acidente. Jansen acrescentou que não está medindo esforços com objetivo de finalizar o inquérito antes do fim do prazo, que está marcado para o dia 29 de setembro.

Na terça-feira, a Associação dos Moradores e Amigos de Santa Teresa (Amast) entregou um documento com sete demandas ao interventor do sistema de Bondes de Santa Teresa, Rogério Onofre, entre elas transparência na recuperação dos bondes. Entre as principais reivindicações do grupo, está a participação de uma comissão consultiva, composta por moradores, especialistas e instituições (como CREA e IPhan), no programa de reestruturação do sistema de bondes. Esta comissão, de acordo com a reivindicação da Amast, deveria ter acesso ao inventário patrimonial, informações financeiras e orçamentárias e etc.

O documento pede, ainda, a criação de uma ouvidoria, a realização de audiências públicas e o cumprimento das decisões judiciais que determinaram o cumprimento do Programa Estadual de Transporte, incluindo a devolução à ativa dos 14 bondes tradicionais. Outro pedido é o fim do projeto dos VLTs:

"Encerramento definitivo da relação contratual com a TTRANS, cujo contrato foi declarado ilegal pelo TCE e cujo projeto de 'modernização' resultou em sete protótipos de VLTs com graves falhas reconhecidas pelo CREA", diz trecho do documento.

RIO PACIFICADO - ARRASTÃO NA ZONA SUL

Bandidos assaltam motoristas e pedestres em quatro bairros do Rio
Bandidos armados fizeram um arrastão que começou pelas ruas de Botafogo, passou pelos bairros do Humaitá e Flamengo e terminou na Tijuca, entre a noite de terça-feira e a madrugada desta quarta-feira. Armados com pistolas, eles aterrorizaram motoristas e pedestres. A 10ª DP (Botafogo) registrou quatro roubos, mas pelo menos sete pessoas teriam sido vítimas.

A ação começou por volta das 22h30m, nas esquinas das ruas Real Grandeza e Mena Barreto, em Botafogo. O filho de um jornalista, que prefere não se identificar por motivos de segurança, estava parado no sinal quando foi abordado por dois homens armados com pistolas. Ele ia para Copacabana deixar um amigo em casa. Os bandidos os obrigaram a sair e levaram o carro, um Honda New Civic preto.

Minutos depois, o grupo abordou o motorista de um Citroën C4 na Rua Lauro Muller. Os criminosos abandonaram o Honda e fugiram com o C4. Já na Rua Humaitá, por volta de 0h19m, os bandidos abordaram duas vítimas, roubando seus pertences. Fizeram o mesmo, pouco depois, com um pedestre na Rua Rui Barbosa, no Flamengo.

A ação terminou na Tijuca, por volta de 1h50m. Lá, usando o Citroën roubado, eles levaram pertences de um motorista. Na delegacia, vítimas reconheceram por fotos pelo menos dois bandidos que estão agindo na Zona Sul roubando veículos.

A delegada Daniella Terra, da 10ª DP, pretende também requisitar imagens de câmeras da CET-Rio e de prédios para tentar identificar os bandidos.

EXTRA

A verdade sobre a prisão dos bombeiros

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Ameaças à imunidade da DEPUTADA JANIRA ROCHA

Estão tentando impedir a deputada Janira Rocha (PSOL) de exercer um dos principais direitos de um parlamentar: o de emitir sua livre opinião da tribuna do Parlamento. Por causa de um discurso feito no plenário da Assembleia Legislativa (Alerj), na tarde de terça-feira (06), durante a votação das contas de gestão do governador Sérgio Cabral de 2010, Janira está sendo ameaçada de ser submetida ao Conselho de Ética da Casa. Se o fato se concretizar, será a primeira vez que a Alerj julgará um de seus integrantes pelo livre exercício de uma das principais prerrogativas da imunidade parlamentar, a que garante aos deputados federais e estaduais inviolabilidade civil e criminal, ao emitirem quaisquer opiniões.


A ameaça contra Janira parte principalmente de Cidinha Campos (PDT). A suposta indignação de Cidinha teria sido provocada principalmente pelas afirmações de Janira, de que se os deputados aprovarem a proposta do governador Sérgio Cabral, de entregar a gestão dos hospitais públicos para as chamadas Organizações Sociais (OS) estariam interessados em negócios.


Janira fez a afirmação ao criticar as sucessivas aprovações das contas do governador, apesar das várias irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) nos últimos anos, especialmente nas verbas da Saúde. Janira criticou o TCE e a Assembleia por não terem sido capazes de “dar um basta” e reprovarem as contas e comparou o fato com a votação da proposta das OS, que deve ocorrer na terça-feira (13). Ela acusou a base do governo de se preparar para “cometer um dos mais sórdidos crimes contra os setores mais pobres da população deste Estado, que é a aprovação das Organizações Sociais”.


“Muitas pessoas doentes continuarão doentes. E algumas dessas pessoas doentes morrerão porque nesta Casa existem negócios que são feitos aqui dentro que justificam que os parlamentares - ditos representantes do povo - venham para cá votar leis como essa”, disse Janira, em um dos trechos do discurso que mais teria indignado a base governista. Criticando o Legislativo por não fiscalizar a aplicação de recursos do governo na área de Saúde – Cabral não aplicou o limite constitucional de 12% no setor – Janira acusou o governador de ter fraudado suas contas ao incluir nas verbas da saúde gastos “que não podem ser consideradas como sendo da Saúde. “Como é o caso aqui dos valores de pagamento da despoluição da Baía de Guanabara. Existem várias rubricas dentro da área da Saúde que não são por lei e esta Casa de Leis não consegue fazer essa fiscalização porque está muito mais preocupada com os negócios que podem fazer aqui dentro para poder enriquecer e fazer com que o povo trabalhador morra lá fora”, afirmou Janira.


Na quinta-feira (08), em novo discurso no plenário da Alerj, Janira disse que não teme as ameaças de submetê-la ao Conselho de Ética. “Quero dizer que me é garantido pela Constituição usar o espaço desta tribuna para livremente falar, para livremente me manifestar, e que eu não vou ter problema algum de ser mandada para a Comissão de Ética por expressar minhas posições, por vir aqui denunciar os desmandos deste Governo. Para vir aqui dizer que as Contas deste Governo, que está lá denunciado pelo Tribunal de Contas, na verdade, refletem o que toda a população está vendo”, disse Janira.


Ela voltou a criticar as irregularidades no governo do estado e lembrou as várias denúncias publicadas pela imprensa. “São as UPAs de lata, é o superfaturamento da medicação, é o superfaturamento das ambulâncias, é não ter dinheiro para pagar salário da Saúde, é não ter dinheiro para equipar os hospitais. É isso que a população está vendo. É isso que estou vendo como representante da população nesta Casa”, afirmou Janira. “Eu não vou aceitar ser pressionada, não vou aceitar que venham tentar fazer com que eu feche a minha boca e não diga aquilo que eu tenho o direito constitucional de expressar desta tribuna.Ser condenada por esta Casa, por qualquer Conselho de Ética, por vir à tribuna e falar coisas que como cidadã eu já falava lá fora, para mim será uma honra. Quero dizer que, para mim, será uma honra, porque eu já dizia antes de ser deputada e não será agora, que eu tenho mais direito ainda, que eu vou deixar de falar”, completou ela.

Cabral manda prender lideres dos bombeiros

Dois líderes do movimento dos bombeiros, o cabo Daciolo e o capitão Marquesine, foram presos nesta madrugada, durante manifestação em frente ao Palácio Guanabara. Os dois cairam numa armadilha. O subcomandante dos bombeiros e o corregedor, coronéis Ronaldo Jorge Alcântara e Marcos Tadeu Moreira, pediram a presença do cabo Daciolo e do capitão Marquesini no interior do prédio e os prenderam.Os dois foram levados para o Quartel Central da corporação e depois seguiram para o Grupamento Especial Prisional .

terça-feira, 13 de setembro de 2011

CABRAL FASCISTA, COVARDE E LADRÃO!

Paulo Melo, presidente da ALERJ chama o batalhão de choque para impedir entrada de manifestantes na casa

O presidente da ALERJ convocou o Batalhão de Choque da Polícia Militar, para garantir a votação do Projeto de Lei do governo do estado que entrega as unidades de saúde às Organizações Sociais (OS's). Bombeiros que ainda estão acampados na escadaria do palácio, servidores das saúde e sindicalistas foram impedidos de entrar na ALERJ, para assisitr a votação. Polícia usa spray de pimenta contra os manifestantes. A ALERJ é a casa do povo, mas no governo Cabral deixou de ser!
VIVA A DITADURA CABRALINA!!!!

Estudantes protestam na inauguração do bandejão da UERJ

Na manhã desta segunda-feira, estudantes da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) realizaram um protesto durante a inauguração do restaurante universitário. Os alunos terão de desembolsar 3 reais se quiserem comer no bandejão. Esperava-se a presença do governador Sérgio Cabral, que não compareceu. Uma barreira composta por seguranças da UERJ impediu o acesso dos universitários às dependências do restaurante, cuja entrada era permitida apenas a convidados. O reitor Ricardo Vieiralves chegou ao evento debaixo de vaias dos manifestantes. Vieiralves é acusado por estudantes e servidores de promover a privatização de setores da UERJ. Ao ser indagado o motivo pelo qual os estudantes estavam sendo barrados, o chefe da segurança da UERJ, de nome Cleber, reagiu tentando impedir a gravação de imagens, o que acirrou ainda mais os ânimos. Os manifestantes então forçaram a entrada no bandejão e foram contidos pelos agentes, que protagonizaram cenas de verdadeiro pugilismo.

AMBULÂNCIA DA TOESA COM DOCUMENTAÇÃO IRREGULAR!

A ambulância da TOESA que perdeu o freio, matou uma pessoa e feriu outras duas em Campo Grande, está com a documentação irregular.
PLACA KXX 1253